Eu me sinto muito mal por você. Pelo que você sente, pelo que você faz com que eu sinta, pelo que você faz, e pelo que eu faço por você. Eu me sinto culpado, e é tudo sua culpa, mas você nem sabe.

Eu fico tão confuso, eu queria bater na sua cara e depois eu provavelmente ia implorar pelo seu perdão, ou não, eu sou tão imprevisível que eu nunca sei qual vai ser minha próxima decisão.

Eu sou tão babaca, eu não sei de nada, tão babaca que eu queria me jogar da escada. Eu sou tão confuso, eu queria entender a minha vida, eu não entendo minha cabeça.

Por que eu fiz isso? Eu nem chorei, e eu tava cantando, e eu parecia tão feliz, mas eu não estou, e eu quase nunca tenho estado, ultimamente, mas ja fazem muito anos. Eu odeio meu egocentrismo, eu mal falo sobre você, e encravo eu em toda parte, porque eu me sinto assim, meio espalhado, como se eu fosse tudo, e sendo tudo eu sou só um, mas só um é muito pouco.

Eu quero ser eu e você.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.