Sobre inicios e os mesmos términos

Caia a chuva la fora, tempo cinza, contato nulo…

Entre salmão e verde discordo das tuas escolhas…

Enfrento todas as imagens, mentais e as outras

E como ampulhetas continuamos escorrendo através dos dedos…

Loucura plena.

Por um tempo pensei ser devaneio em outros verdades mas o tempo no entanto continuava escorrendo

E eu não nos vi mais nas ruas, nos posts, ou no final das xicaras de café

Não vi mais.

Deixamos de existir banais, o noticiário voltou ao mesmo e as estações continuaram mudando continuas ano após ano

E eu que achava ser impossível gargalhei em meio aos pingos

Tua presença me afeta feito adaga, mas longe de ti respiro tão bem.


Voltou em outro corpo, mas não precisava.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.