Os Experts Operacionais

Eles são profissionais experientes, com muitos anos de trabalho em grandes companhias, formados em faculdades conhecidas pelo mercado e visão gerencial aprimorada. São “donos” de seus negócios e carregam grandes responsabilidades corporativas em seus dia-a-dia. São profissionais exemplos para seus funcionários e tem como objetivos de curto e médio prazo serem promovidos a gerentes Jr., gerentes Pleno, gerente Sr., Superíntendente jr., Superintendente Sr., Diretor Jr.,Diretor intermediário, Diretor Sr., Vice-presidente e finalmente…a Presidencia(ufa).

Não há nada errado com esta ambição, a não ser o fato de cada um destes cargos exigir cada vez mais “responsabilidades corporativas”, ou também traduzidas como “Seu tempo, paciência, energia e em muitos casos A Sua Saúde”. Mas o tema deste texto não é relatar o desgaste físico ou emocional para se conquistar altos cargos corporativos mas sim descrever um efeito que eu denominei de Experts Operacionais.

Longas jornadas de trabalho, pouco tempo disponível para leitura, atualização e raciocínio crítico faz com que os Líderes do Futuro tenham uma fraquíssima visão macro. Se o assunto for uma possível crise financeira na China em patamares superiores à dos EUA em 2008 ou sobre os efeitos do boicote da OPEP ao Irã, provavelmente pouco se escutaria desses Líderes. Talvez eu tenha ido longe demais, quais são os efeitos da Lava-Jato no setor financeiro brasileiro ou quando é a previsão do governo brasileiro para retomar o superávit primário ?

(Eco).

Será que estes assuntos não impactam seus negócios diretamente ? Talvez não. (?!).

Então vamos voltar para os calls com diretores,fornecedores,representantes,coordenadores de ouras equipes,marketing,vendas,TI,financeiro…

Amanhã novos assuntos serão expostos na mídia e quem sabe algum deles terão uma relação maior com a minha atividade.