Quero ser um melhor ser humano

Em alguns momentos gosto de procurar um filme ou documentário que me ensine algo, como ser uma pessoa melhor, que não cometa os erros que outros já os cometeram.

Em busca dessa satisfação pessoal do conhecimento, me deparei com três documentários que não posso deixar de enaltecer. A ordem que os mostrarei não foi a que vi, porém, acho que seja legal ver dessa forma.

Eu não sou seu guru

“Eu não sou seu guru, eu não vim aqui para consertá-los porque vocês não estão quebrados e eu sei disso. Mesmo se acham que estão quebrados, eu lhes mostrarei que não estão.”

Neste documentário Tony Robbins exibe para o público seu maior evento anual “Date With The Destiny” (Encontro com o destino). Este é um evento para crescimento pessoal, você vai sair de lá transformado, com sede de viver. Impossível não se comover com os acontecimentos e as histórias. O objetivo é perceber que todos querem viver, temos que ter essa sede, correr atrás.

Em vários momentos percebemos o uso do humor para quebrar aquele clima sombrio que é impossível não acontecer em lugares como esse. O apresentador tem um carisma impressionante, acreditamos em tudo que diz e percebemos que é a vontade dele. Dê uma chance para que Anthony Robbins faça algo em sua vida também.

Happy

Por que cada pequena coisa vai dar certo. — Marley, Bob. Tradução livre.

Um assunto que não era muito discutido, bom, não peguei essa época. O documentário exibe como a felicidade faz diferença na nossa vida. Mostra com detalhes que por mais que o dinheiro ajude na felicidade, ele não é a maior alavanca. Sempre com um olhar científico notamos a importância da felicidade para uma vida saudável.

Com a exibição de várias culturas e pessoas é impossível não abrir um sorriso. Existem, também, alguns momentos tocantes, como no final do documentário, a apresentação de um técnico (ou ex-técnico, ou professor, não ficou muito claro) pedindo aos alunos que fossem na frente, realmente percebemos pessoas fortes, corajosas. E como somos seres sociais, precisamos do senso de pertencimento para que haja a felicidade.

Assistindo fiquei com vontade de viajar e visitar cada um dos lugares, gostaria de ter a oportunidade de conviver com aquelas pessoas.

Trailer em inglês sem legenda.

The Mask You Live In

Mas eu não vivo em um máscara. — Você pensa.

Agora que já levantamos a autoestima e felicidade, vamos a uma realidade chocante. Neste documentário o assunto são homens. Sim, isso mesmo. Homo sapiens sapiens do sexo masculino. É exibido como somos treinados a não sermos nós mesmos.

Com vários detalhes e histórias, é visto que guardamos tudo. Não devemos mostrar tristeza, não podemos chorar, não podemos fazer o que queremos. Estes moldes antigos de querer criar o macho alfa perfeito, exemplificado em muitos filmes como o esportista. A influência que está em nós, e não nos faz bem.

Trailer em inglês sem legenda.

Porém, isso está mudando. Quer saber mais? Vai lá, pode assistir, não darei muitos detalhes.

O motivo de ter colocado este documentário na lista é para percebemos como somos, como sociedade. Os valores que são pregados até hoje. Não sei quanto a vocês, mas gostaria muito que isso acabasse por aqui.

Esforcem-se

Converse com seus amigos, sua família, um desconhecido. Ajude pessoas. Cresça. Seja.