Paterson

A Cidade Cênica propõe aos leitores da pagina um filme, não tão conhecido, mas que ira promover ao espectador inúmeras autorreflexões. O obra escolhida nessa semana é o filme Paterson.

Paterson é um filme que retrata a vida cotidiana de um motorista de ônibus (Adam Douglas) que é construído entre o trabalho dele, pelas reflexões que tem no horário do almoço, as relações amorosas que tem com a esposa e os passeios noturnos com o cachorro dele.

Aparentemente essa não é um tipo de historia que ira apresentar feitos heroicos dignos de uma epopeia. Porém o que torna a rotina desse personagem interessante é a maneira que o protagonista, com uma grande sensibilidade, consegue transferir suas experiências cotidianas em poemas muito intensos e reflexivos.

O mais intrigante desse personagem é a maneira pela qual o protagonista faz suas abstrações do mundo baseadas em coisas muito simples e banais, como no inicio do filme que o protagonista consegue criar um poema com fósforos que ele utiliza em sua casa. Mas é dessa maneira que é realizada o “jogo” de signos que o diretor propõe que o espectador desvende o enigma na criação desses poemas, que o protagonista realiza durante todo o filme.

Não vou contar mais coisas sobre esse filme e proponho que você descubra tais enigmas deixados pelo diretor (Jim Jarmusch). O filme conta com a participação de Adam Driver, Golshifteh Farahani, e Rizwan Manji.