O corpo humano: Uma forma de arte

Uma figura do corpo masculino como feminino e marcado com arte. Desde os primórdios ou corpo humano é esculpido tentando representar tanto os problemas como uma sociedade impõe como também uma visão de cada um pode ser diferente em uma única situação.

Nos pênis imensos esculpidos por Francisco Brennand e espalhados num parque das esculturas no Recife Antigo (PE), a pintos alados do Brasil Juárez Paraíso e do pai morto para o artista plástico Ron Mueck , são inúmeras como uma maneira com uma genitália masculina tem sido retratada Na cultura contemporânea. "Agora ele aparece dentro de um contexto mais libertário e, mesmo tempo, mais simbólico, sem sentido de tração à tona os valores da atualidade, inclusive da sexualidade contemporânea, já aparente todos os fetiches e até algo mais perverso. Na arte contemporânea, Não há mais paquetas com regras, como em outros momentos. Pode, inclusive, estar ligado a uma ideia do falocentrismo ", garante do Roaleno Ribeiro Amâncio Costa, Especialista em arte erótica e professor da Universidade Federal da Bahia (UFBA) e até USAM Uma arte para mostrar alguns problemas em suas relações sexuais.

A escultura, grosso modo, é uma arte de transformar matéria bruta (pedra, metal, madeira etc.) em formas espaciais com significado. Quando dizemos "formas espaciais", queremos dizer formas em terceira dimensão, isto é, com volume, altura e profundidade.

Das artes plásticas, uma escultura e uma das que são mais interessantes. Isso porque, geralmente, elas são pensadas e produzidas com a finalidade de ocupar espaços públicos. É assim, por exemplo, com os conjuntos esculturais gregos e romanos; Mas também com as esculturas produzidas na época do Renascimento ou nas culturas de religiões, como o budismo eo hinduísmo. Muitas vezes, como esculturas são também projetadas para acompanhar complexos arquitetônicos, com o objetivo de compor um conjunto artístico harmonioso. É o caso das esculturas que acompanham como catedrais góticas da Idade Média e os palácios em estilo clássico do período das monarquias absolutistas.

Além disso, de acordo com uma época, uma civilização e escola artística, uma escultura sofre variações temáticas e formais. Isso é mais evidente quando comparamos como obras de um escultor renascentista (do século XVI), como Michelangelo , como obras de um escultor primitivista ou cubista, como Picasso (do século XX). A Pietá , por exemplo, seguramente, tem uma expressão realista típica do Renascimento, que busca um som do tema da deposição do corpo de Cristo da cruz e da contemplação pela mãe.

A partir do início do século XX, uma escultura passou a se adaptar às propostas das vanguardas artísticas que emergiram na Europa, como o cubismo, o dadaísmo, o abstração e o construtivismo. Além do já citado Picasso, como Constantin Brancusi e Henry Moore , tornaram-se célebres dentro das vanguardas modernistas, que, até hoje, seguem influenciando a produção contemporânea de esculturas.

Meu site: http://edifamilia.com.br/

TAG: COMO FAZER SAPATINHO DE BEBE

Veja também: Curso consultoria de imagem