O que ninguém te contou sobre “amor livre”
Kenia Mattos
974

Talvez o que esteja pegando entre os comentaristas e o texto seja o uso da palavra AMOR. Nesse amor livre que a Kenia cita com muita razão na crônica, o que menos tem é amor (nem próprio, porque tantas vezes nos sujeitamos, muito menos pelo outro, justamente a falta de cuidado, de carinho, de afetividade), como a autora fala. E há o amor livre de verdade, digamos, relacionamentos entre duas, três, muitas pessoas que se baseia em afeto, respeito etc.

Like what you read? Give Clarissa Barreto a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.