13 de Julho de 2017

Oi, te escrevo com uma saudade imensa, andei pensando em você esses dias, creio que essa ida ao porto foi a culpada dessa saudades e provavelmente desse textinho. Penso que logo estarei indo ao teu encontro e parece tão surreal, eu já to tão nervosa e ao mesmo tempo eu nem acredito que vou te ver novamente. 
Vou te contar um segredo, e eu sei que você provavelmente vai rir mas é algo importante para mim.
Quando eu coloco Léo fressato pra tocar e fecho os olhos, é quase como se fosse a primeira vez que te vi.
Você deve estar me achando tão bizarra agora, eu to morrendo de vergonha.
É precipitado falar que você foi o acaso mais bonito que passou por aqui? E que eu de fato gostaria que de prolongasse, só basta saber se a vida vai nos permitir.
De qualquer forma, não existem palavras pra expressar o quão grata eu sou por aquelas semanas, pode ter certeza de que as guardo em um lugar especial.
Espero que esteja tudo bem por aí, que você esteja feliz e que as coisas da sua vida estejam acontecendo como você planeja. Se cuida.

-peregrina

Like what you read? Give clarissa a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.