Hexagrama

No meu coração, um verso:

O universo.

Na minha Alma, uma canção:

A vibração.

No meu corpo, se vê:

moldura da arte de viver.

Onde se une o um com o todo,

O que sinto e o que posso ser.

A Alma fala ao coração

Cantando com a voz da intuição.

Há quem escute, há quem não.

Os que dançam com a música

Fazem mais rápido a transição.

Sejam surdos ou dançarinos,

O tempo sempre cumpre sua função.

Ciclos continuam fluindo

Para seguir o propósito da criação:

Almas vibram e corações batem

Ajustando todos os irmãos,

Cada um em sua velocidade,

Entram no ritmo da evolução.

Aquele que integra o poder

Se ajusta para aprender

A brincar com a ilusão.

Sapateia entre o ser e o não-ser,

Esquece o que é vitimização.

Gargalhada se torna sabedoria,

Melhor amiga do entusiasmo.

Juntos tecem pontes coloridas

E abrem espaço para despedida

Do jogo da frustração.