Autenticidade e apropriação e inveja
Marcelo Ferlin
571

Medium me obrigou a me cadastrar só pra poder falar publicamente que eu amo você.

Foto bonita, mas a não ser que eu estivesse bêbada, não fui eu, veja se descobre o verdadeiro autor. E vou tentar reunir fotos suas e algumas outras que podem ser úteis pra ilustrar seus posts.

Ótimo texto como sempre. Autenticidade racial… como se o isolamento fosse possível ou desejável. Na genética parece que eu sou puro sangue japonês, mas nasci e vivo no Brasil. E mesmo que vivesse no Japão, provavelmente teria caído de amores pela cultura pop americana — ou isso é argumento pra autenticidade racial, já que cair de amores pelos EUA é tipicamente japonês?

Bjs!