Reims — Sessão 1

Reims, a cidade onde se passa nossa história

Farei um pequeno relato sobre a primeira sessão de uma aventura de FATE Básico no cenário 16 toneladas.

Personne, um inspetor do Estado; Henri Castell, um escriturário itinerante e Anton, um artista de rua estão no mesmo trem rumo à última cidade da ferrovia leste-oeste.

Eles se conhecem durante a viagem e combinam de se verem mais tarde à noite, quando começam a avistar Reims.

Ellenor trabalha na segurança da estação ferroviária e na vigilância do trem de minério de carvão que transita entre as minas ao norte e a cidade.

Anton, ao desembarcar, é interpelado por Ellenor que, ao ver sua identificação, o reconhece como irmão de Michel, o foragido que é acusado de ter assassinado o ex-prefeito. Ele pergunta se ela conhece Michel pois ele não tem mais notícias deles faz uns meses. Ellenor escolhe não falar o que sabe.

Personne vai à prefeitura sem se identificar para ver se encontra o prefeito para uma visita surpresa. Ao não encontrá-lo, decide voltar na manhã do dia seguinte.

À noite, em sua ronda na estação, Ellenor ouve passos de pessoas correndo. Primeiro vê um homem esbaforido correndo sozinho e logo depois seus perseguidores. Ela sabe que o fugitivo ficará encurralado e então decide ver o que vai acontecer.

O homem finalmente não tem para onde correr e implora misericórdia. Quem o persegue é a polícia. O xerife encontra-se entre eles. Ele ordena que o homem diga onde fica o esconderijo do seu grupo mas ele se nega a falar. Um disparo é ouvido e uma mão é estraçalhada. Gritos de dor.

Pierre Lassië insiste mais uma vez para que ele desembuche. Há mais uma recusa e mais um disparo, dessa vez na parede perto da orelha direita. Finalmente, Ellenor, que estava escondida, avança e pede ao xerife que não continue com isso, o homem estaria rendido.

Pierre pergunta o motivo dela está ali pois não deveria se meter em assuntos que não diz respeito a ela. Ellenor, chocada com a situação continua tentando argumentar mas obtém como resposta um girar de tronco do xerife e mais um tiro no bandido. Dessa vez fatal.

Ele pede que seus homens recolham o corpo. Por fim, ameaça a jovem segurança, dizendo para ela sair dali pois ela não viu nada. Foi uma noite de trabalho tranquila.

Transtornada com o acontecimento, ela abandona o posto e caminha a esmo pelas ruas da cidade, pensando que vai para casa.

Enquanto tudo isso ocorria, os três homens recém-chegados estão no bar e café Luxúria. Sentados numa mesa dentro do bar, eles conversam amenidades, bebem e comem.

Algum tempo depois, viram Ellenor chegar e sentar numa mesa na calçada, perto da janela de vidro. Anton comentou com os demais e disse que iria lá falar com ela.

Anton se aproximou da mesa e percebeu uma mulher transformada. Ellenor estava realmente abalada. Para distraí-la falou que seu irmão não estava em sua casa. Ela logo foi dizendo que ele era um foragido do Estado. Fugiu porque matou o antigo prefeito.

Enquanto conversavam, chegou o garçom com uma bebida para a Ellenor, oferecida pelo Henri Castell. Pouco tempo depois, Anton se despediria dela e voltaria para a mesa dentro do bar.

Não demorou muito e foi a vez do inspetor Personne pedir licença para sentar-se na mesa da jovem. Ele foi pedir ajuda à ela em seu trabalho de fiscalização da administração local. Ellenor não quis se envolver nas questões administrativas mas comentou que coisas estranhas andam ocorrendo como a irregularidade da renda básica e o aumento da criminalidade.

Sem conseguir mais informações, Personne se despediu e saiu.

Por fim, foi a vez de Henri Castell que durante sua conversa com Ellenor analisou erroneamente que ela pensava que ele a estava cortejando. Sem conseguir desfazer esse engano, saiu frustrado.

O dia seguinte seria bem intenso para todos eles.

Fim da sessão.

Gostaria de jogar RPG conosco? Visite o servidor Discord onde jogamos e procure por mesas disponíveis. Meu usuário lá é @cleedee#4558.