O que você está fazendo aqui?

Eu, Clébson Oscar, negro, pobre, periférico, estudante, artista, velho, 21 anos, vegetariano, budista, capricorniano, cearense, pesquisador e investigador de fantasmas que moram comigo, lua em Leão, ascendente em Áries, Vênus em Aquário, solteiro (a única que sei ser), dono de uma antipatia não-exemplar, franzino, desproporcional, auto-manipulador, cego de um olho: não sei o que estou fazendo aqui.

Deito na rede, vou pro chão, senti no banco branco de madeira. Eu não sei o que estou fazendo aqui. Na real, eu sei sim. Estou sobrevivendo. Lutando. Como diria uma amiga “nada cai do céu, de mão beijada, olha toma aqui”.

…..

Eu paro e penso, se você tivesse aqui seriam outras histórias. Outras narrativas. Outro corpo. Penso que se daqui a dois anos te encontrasse na rua sugeriria que visse embora comigo pra cidade onde estarei morando.

…..

Eu não sei o que estou fazendo aqui, no Medium. Mas sei que desativei facebook, não tenho número de celular (mesmo tendo celular), sei que tenho compulsão por abrir e-mail e esperar notícias boas, resultados, boas novas. Sei como é ser solteiro e tentar lidar com isso. Sei que meu corpo não sustenta meu corpo. Sei que tenho ficado mais cego, doente dos ossos, dos músculos, das forças, das energias. Sei que tudo é impermanente e sigo aprendendo sobre isso.

Sei que ninguém vai ler isso, e se ler eu não vou saber. Sei que não sei se quero saber se leram ou se irão falar comigo que leram.

Eu sei o que quero, eu quero viver.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Clébson OSCAR’s story.