Colocar o berço no quarto dos pais é ruim para o bebê?

Ter um bebezinho em casa é uma das sensações mais gratificantes para um casal. É mesmo uma delícia cuidar com carinho desse pequeno ser humano que já é tão amado e desejado. Mas, mesmo assim, nem tudo são flores!

Cuidar de um bebê requer dedicação e um esforço enormes e envolve cuidado constante e atenção a uma série de detalhes. Os pais têm que tomar muitas decisões nessa fase e uma delas é com relação ao berço. É aconselhável colocar o bebê no quarto dos pais? Este é apenas mais um dos dilemas da maternidade.

E é justamente sobre esse tema que vamos tratar no nosso post de hoje. Mostraremos as vantagens e desvantagens de deixar o berço no quarto dos pais, tudo para que você reflita e escolha a opção que mais se adeque à sua família. Vamos lá?

A vantagem de colocar o berço no quarto dos pais

A principal vantagem de manter o bebê no quarto dos pais é a comodidade, principalmente para as mães. O bebê, em seus primeiros dias de vida, costuma amamentar a cada 3 horas ou até em um espaço de tempo menor. Quando os pais são de primeira viagem, a preocupação é ainda maior! Ficam preocupados que algo possa acontecer com a criança e verificam o tempo todo se ela está bem.

Existem alguns casos em que há recomendação médica para estar atento constantemente ao bebê. Bebês que nascem com alguma doença ou prematuros podem precisar de alguns cuidados especiais. Se esse for o seu caso, não se martirize tanto por deixar ele junto com você nos primeiros dias.

Independência e autonomia: desvantagens do berço nos quartos dos pais

Uma questão que pesa sobre a decisão de manter ou não o berço no quarto dos pais é a independência da criança. Essa prática não é considerada adequada, pois o bebê poderá ficar muito apegado aos pais e ter dificuldade em desenvolver sua autonomia e independência.

Por mais que seja ótimo ter esse ser cheirosinho de seu lado, é indispensável que ele se desenvolva e se perceba como indivíduo, afinal você não é imortal e não estará para sempre ao seu lado. Por isso, o ideal é que o bebê durma no berço e no quartinho dele.

Até quando o berço deve ficar no quarto dos pais?

Se você optou por deixar o berço do seu filho no seu quarto nos primeiros dias de vida dele, ok. Só que isso não pode durar a vida inteira, afinal não será saudável nem para a relação do casal nem para a criança.

O ideal é que a transição seja feita o quanto antes. A escritora Tracy Hogg a famosa encantadora de bebês, cita que seu método PU/PD (pick up, put down) para ensinar bebês a dormirem em seus berços pode ser utilizado a partir dos 3 meses. Ou seja, é preciso ensinar o bebê a dormir no berço o mais cedo possível.

E se você está preocupada com adaptação do seu filho, fique tranquila! Vá conduzindo esse processo aos poucos. Criar um ritual para a hora do sono pode ajudar nessa transição, assim o bebê estará seguro com a rotina e saberá que aquela será a hora do soninho, tendo mais facilidade para pegar no sono em seu próprio quartinho.

Como você pode perceber, você até pode deixar o berço do seu bebê no seu quarto, mas o ideal é que ele vá para o seu próprio quartinho o quanto antes. O fato é que não há uma “receita de bolo”: os pais precisam ir interagindo com o bebezinho e entendendo como ele se comporta e reage.

Em todos os casos, lembre-se: a decisão é sua. Se você se sentir mais confortável com o bebê ao seu lado nos primeiros dias, faça o que o seu coração mandar. Mas não prolongue muito essa situação: tente levar o berço de volta ao quartinho do bebê o quanto antes. Isso será importante para o desenvolvimento dele.

E aí, conseguiu se decidir? Aproveite e continue a leitura e aprenda mais um pouco sobre o universo dos bebês, conferindo o nosso post sobre os diferentes tipos de choro do bebê!

Relacionado


Originally published at blog.clickbaba.com on August 1, 2016.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.