DALLAS COWBOYS — PARTE 2

  • Análise pós-jogo ( semana 1) Dallas Cowboys 19 x 3 New York Giants

Dak fazendo um bom jogo, Elliot passando das 100 jds terrestres, TD de Jason Witten, Dan Bailey fazendo juz ao seu apelido de “Mr Automatic”, Sean Lee dando tackles maravilhosos, Jaylon Smith estreando de fato na NFL e jogando bem (pré-temporada não conta), DL dando sufoco nos adversários, OL doutrinando a trincheira, e lógico, enquanto você lia isso, Eli interceptado por Anthony Brown.

Recepção inacreditável de #11 Cole Beasley

Depois desse primeiro parágrafo de, literalmente, perder o fôlego, nem preciso me alongar muito para falar do primeiro jogo dos Cowboys na temporada regular em 2017.

Giants tem um time a ser respeitado, uma das melhores defesas da NFL, mas ofensivamente limitado com da OL mediana que sede pressão ao Eli e impossibilita um jogo corrido muito forte, ainda contou com a falta de OBJ devido a lesão, enfim Giants não é problema meu, eu vim pra falar mesmo é do maior do Mundo (discutam com a Forbes)

Na minha opinião, Dallas fez uma boa partida, apesar de Dak ter feito alguns passes meio estranhos e Linehan ter feito algumas chamadas um tanto quanto estranhas, como 3 passes em uma campanha na linha de 4 jardas do adversário para goal line.

Com os talentos que temos na linha e no corpo de RBs, ao menos uma corridinha dava para ter forçado, mas no geral não foi nada que comprometeu a partida.

Vi algumas pessoas reclamando de falta de corridas no ultimo quarto de jogo. Mas amigos, com um placar de 16 a 3, tendo NY gasto quase que o terceiro quarto inteiro para fazer 3 pontos, pra que expor Elliot ou outros RBs ao risco em um jogo praticamente finalizado? Ao meu ver foi uma ótima escolha.

Uma das coisas que chamaram me atenção nesse jogo foi a queda de corridas ou intuito de corridas do Prescott. Talvez durante a offseason isso tenha sido abordado a fim de preservar sua saúde. Mesmo assim foram 3 tentativas para 24 jardas, sendo que uma foi quase caminhada a beira mar, com o tamanho do buraco que existia para a corrida.

Outros fatores que me agradaram muito foi ver Jaylon Smith estreiando muito bem, sendo um dos destaques defensivos, essa dupla com Sean Lee tem tudo para render bons frutos, a DL dando pressão em um QB, que saudade que eu tava disso.

Destaque para o fato de JPP jogar do lado esquerdo da DL nova-iorquina, fugindo do confronto com Tyron Smith. De qualquer forma, Collins deu muito trabalho ao seu oponente, nos proporcionando lindas batalhas em campo e esse lindo “aqui não queridinha”.

Aliás esse é um dos matchups mais interessantes do próximo jogo, contra Denver (transmitido pela ESPN), Von Miller x Tyron Smith/La’el Collins. Além disso veremos como se comportará nossa secundária contra o corpo de wides dos Broncos.

No geral será um grande jogo, difícil, pois a altitude de Denver muda um pouco a questão da viagem da bola. De qualquer forma, espero mais uma vitória para os Cowboys, arriscando um placar 24x21 para os Cowboys, abrindo 2–0 na temporada.

*Escrito por Igor Reis, Center do Volta Redonda Falcons.

Like what you read? Give Clubistas FA — tudo sobre seu time de coração. a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.