HOUSTON TEXANS — Parte 1

Análise e expectativa para a temporada 2017.

O Houston Texans de 2017 é uma incógnita. A defesa carrega o peso e a responsabilidade de ter sido a melhor de 2016, mas ao contrário do que muitos pensam, temos várias dificuldades, principalmente na secundária.

Perdemos jogadores importantes, titulares, que fizeram a diferença no ano passado. Mas o coração de torcedor sempre acha que o Front 7 comandado por J.J. Watt (saudável até o fim do ano, assim esperamos) e com Clowney, DJ Reader, Mercilus e Cushing vai chegar no backfield antes mesmo que qualquer passe voe lá no fundo pra causar o estrago anunciado.


Não queria, mas vamos falar de ataque… Hahahahah. Sempre fui defensor do Tom Savage, continuo gostando dele, mas se o time quiser mais do que o título da divisão e mais que 1 vitória nos Playoffs, não acho que ele seja o cara.

#4 Deshaun Watson

Watson chegou e deposito todas as minhas esperança clubistas no moleque. É líder, tem o perfil de QB que nosso time nunca teve(Particularmente gosto muito), mas é algo para analisar num futuro (próximo creio eu).

#76 Duane Brown (LT)

Perdemos o LT Duane Brown, disparado nosso melhor OL, e um dos melhores da Liga, mas não dá pra defender um cara que “força” renovação tendo ainda contrato vigente.


Na pior das hipóteses vamos nos divertir vendo esse Front 7 jogar. Nossas pretensões em condições normais não são muito altas este ano, mas sempre fica aquele sentimento de que dá pra fazer mais, que o JJ vai ser DPOTY — jogador defensivo do ano, com menção honrosa para Clowney, que o Lamar Miller vai acordar do sono dele, que de repente nossa OL vai virar a de Dallas e Tom Savage vai melhor que o Aaron Rodgers no auge. Quem discordar é clubista! Que comecem os jogos!

*Escrito por Rodolfo “Fofo” Barreto.