Os Direitos dos Educadores e Estudantes

Nosso primeiro trabalho foi às ocupações dos estudantes secundaristas da rede pública estadual do RS e posteriormente a ocupação dos educadores.

De forma impactante e de grande repercussão, os estudantes gaúchos ocuparam de forma pacifica e organizada as escolas estaduais, impedindo o livre acesso e o cotidiano escolar. Suas maiores reivindicações foram o pagamento da autonomia financeira às escolas estaduais que o governo não enviava há mais de seis meses; a melhoria das questões referentes à merenda escolar; manutenção e reformas nos estabelecimentos de ensino e a retirada imediata do Projeto de Lei — 044 que trata da privatização do ensino público;

Dentro deste contexto e de forma a respaldar a atitude dos estudantes, os educadores estaduais também decidem tomar a mesma medida e após uma reunião do comando de greve geral do CPERS com o governo, decidem ocuparem o prédio administrativo do Estado (CAFF). As reivindicações são as mesmas dos estudantes, agregando o cancelamento do enquadramento do difícil acesso e um calendário para a reposição salarial.

Like what you read? Give Desirée Ferreira a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.