HIIT ou Treinamentos Com Intensidade Moderada para a perda de gordura ? Os dois funcionam muito bem.

Aquela dúvida, Sérgio, posso fazer caminhadas? E se eu. somente girar na bike, perco gordura? Odeio HIIT, Sérgio, se eu não fizer HIIT, não perco gorduras? Somente o HIIT pode oferecer os resultados que quero?

Bem, vamos ver um pouco o que a ciência nos mostra?

Não é assim, e está longe de ser assim.

O HIIT ( Treinamento Intervalado de alta Instensidade) já é comprovado por vários estudos no meio científico, (incluindo treinamento de intervalo de alta intensidade [HIIT] e o treinamento de intervalo de sprint [SIT]), e tem se firmado como um método superior e eficiente para eliminar rapidamente a gordura e tonificar o corpo em comparação com o Treinamento Contínuo Tradicional de Intensidade Moderada (MICT ).

Dá uma olhada nesse estudo de Keating et al (2017), ele fez uma análise de dados comparativos entre 6.074 estudos para avaliar a eficácia de HIIT / SIT, quando comparados diretamente com o MICT, para a modulação da adiposidade corporal com intervenções de treinamento de exercícios com duração mínima de 4 semanas. As análises dentro do grupo demonstraram reduções na gordura corporal total (%), porém não houve diferenças entre HIIT / SIT e MICT para qualquer resultado de gordura corporal.

Entretanto, as análises que comparam o MICT com os protocolos HIIT / SIT de menor tempo de compromisso e / ou gasto de energia tendem a favorecer a redução da gordura corporal total. HIIT / SIT parece proporcionar benefícios semelhantes ao MICT para a redução da gordura corporal, embora não necessariamente de uma maneira mais eficiente em termos de tempo. No entanto, nem HIIT / SIT nem MICT de curto prazo produziram reduções clinicamente significativas na gordura corporal.

Wewege M et al (2017) conduziu um estudo comparativo sobre os efeitos do treinamento de intervalo de alta intensidade (HIIT) e treinamento contínuo de intensidade moderada (MICT) para a melhoria da composição corporal em adultos com sobrepeso e obesidade de 18 a 45 anos. Para isso, examinanou medidas diretas (por exemplo massa de gordura corporal total) e medidas indiretas (por exemplo, circunferência da cintura), com uma média de 10 semanas com 3 sessões por semana de treinamento. O estudo mostrou que tanto o HIIT quanto o MICT provocaram reduções significativas (p <0,05) na massa de gordura corporal total e na circunferência da cintura, mas o HIIT exigiu 40% menos compromisso de tempo de treinamento. Como HIIT e MICT mostraram eficácia semelhante em todas as medidas de composição corporal, conclui-se que o HIIT é um componente eficiente do tempo de programas de gerenciamento de peso e o MICT funciona, basta sabermos aplicar.

Bibliografia:

Wewege, M., van den Berg, R., Ward, R. E., and Keech, A. (2017). The effects of high-intensity interval training vs. moderate-intensity continuous training on body composition in overweight and obese adults: a systematic review and meta-analysis. Obesity Reviews, 18: 635–646. doi: 10.1111/obr.12532.

Keating, S. E., Johnson, N. A., Mielke, G. I., and Coombes, J. S. (2017). A systematic review and meta-analysis of interval training versus moderate-intensity continuous training on body adiposity. Obesity Reviews, 18: 943–964. doi: 10.1111/obr.12536.

Like what you read? Give Sergio de Alcantara a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.