eu madrugada

Aqui, é como se eu nada tivesse
distante, falta-me vontade para tudo
vida monótona onde nada acontece
há tempos que meu coração chora mudo.

As duradouras madrugadas machucam
e por fim a solidão é a unica a abraçar-me
inspiração aos sentimentos que ainda me buscam
em rios de escuridão que estou a banhar-me

Fechar os olhos não é opção
só estou deixando o tempo passar
deixo ele soar pelos ares feito uma canção
orquestra que nunca irá parar de tocar.

Like what you read? Give cói cardoso a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.