empoeirado.

A gente acumula os livros na estante os quais nunca vamos ler. A gente acumula as pessoas no dia a dia que nem conseguimos mais encarar. Acumulamos respostas que deveríamos ter dito ontem antes da ligação terminar. Acumulam-se também os sonhos, engavetados e remexidos uma vez no ano pra tirar o pó. A gente acumula o dinheiro que mofa e vira pedaço inútil. Mas o que a gente gosta mesmo é de acumular amores, esses são até bons até quando a gente insiste em também acumular as dores. Acumulamos alegrias, alergias, angústias, segunda via do cartão de crédito. Aí a gente acumula a si mesmo, empoeirados na estante.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.