Por trás das câmeras


Nação é um coletivo fundado em Fevereiro de 2015 por 14 fotógrafos e documentaristas de sete estados do Brasil com objetivo de registrar as idiossincrasias do país. O compromisso é com o poder fundamental da fotografia e do vídeo como ferramentas para dar testemunho da luta pelos direitos humanos, justiça social, preservação da cultura e valorização de povos tradicionais, assim como a agitação civil e política nas grandes metrópoles brasileiras.

O Coletivo Nação visa contribuir para uma maior compreensão do Brasil através da produção de relatórios visuais independentes, de interesse nacional, que possam estimular a mudança social positiva sempre valorizando a subjetividade e a liberdade de expressão de seus membros.

Atua como um Rizoma, onde as conexões não seguem um princípio de causa e efeito, mas as ligações e a forma como elas se modificam a partir do contato é determinado pela interação entre os pontos. A heterogeneidade permite que aconteça uma conexão de um ponto qualquer com outro ponto qualquer sem que essas ligações remetam as mesmas naturezas. Sendo assim, o princípio de multiplicidade permite que cada membro atue independentemente sem sair do rizoma, o que nos dá a liberdade de combinar não só projetos individuais, mas coletivos, realizados por membros de uma mesma região, ou regiões diferentes do Brasil, sendo esse o cerne do Coletivo Nação.


Alejandro Zambrana -SE

É fotógrafo freelancer sergipano com experiência em fotojornalismo e assessoria de comunicação. Possui trabalhos autorais voltados para a documentação da cultura popular e do universo religioso, com uso da cor como linguagem. Fez parte do coletivo Trotamundos, onde teve oportunidade de desenvolver ações de formação e difusão da fotografia.

Alexandre Urch — SP

Fotógrafo paulista, formado em design gráfico e vencedor de diversos prêmios como a XVI Bienal Nacional de Arte Fotográfica em Cores, Concurso Canon Jornalistas em Foco, 9º Concurso Fotográfico Leica-Fotografe, 8º Festival Internacional da Imagem Fotográfica em Atibaia, Prêmio Sesc Marc Ferrez, entre outros. Seu trabalho é focado na fotografia autoral e documental, onde se destaca a apropriação de imagens do cotidiano que buscam tornar o invisível e ordinário visível para todos.

Filipe Mendes — PE

Fotógrafo e Filmmaker que se apoia nos povos tradicionais. Jornalista de formação, fundou em 2014 a BUGIU, uma produtora de audiovisual e realizou ensaios fotográficos e documentários em comunidades Quilombolas do Goiás e de Pernambuco.

Giovanna Consentini — PA

Fotojornalista dedicada à narrativas documentais. Foi vencedora do Concurso Universitário Canon-Fotografe Melhor e já expôs seus trabalhos nos festivais Manaus Bem na Foto (AM) , Confluência — Encontro de Olhares, em Petrolina (PE) e Paraty em Foco (RJ). Nasceu no Pará, morou no Amazonas atualmente baseada em São Paulo e integra a rede de Jornalistas Livres.

Ike Bittencourt — RJ

Fotógrafo autodidata, carioca da Lapa, aborda o estilo de vida , a rotina e os personagens reais que estão à margem da sociedade fluminense.

José Bezerra — RN

Atualmente se dedica à documentar os processos de trabalho tradicionais, variando do rústico ao industrial com foco nas comunidades de sua região, Mossoró (RN). Com o ensaio multimídia Garimpeiros alcançou três distinções em diferentes premiações: Ministério Público do Trabalho, prêmio TRT/RN de Jornalismo, com a primeira colocação na categoria fotografia. E o prêmio FIERN de Jornalismo, com a segunda colocação na categoria Impresso.

Leonardo Savaris — RS

Atualmente, Leonardo Savaris é acadêmico de Fotografia e trabalha como fotógrafo freelancer para o Jornal Extra Classe do SINPRO/RS. Seu trabalho autoral recebeu publicações em revistas especializadas e foi selecionado para o Curso Abril de Jornalismo (2013 e 2014), Paraty em Foco (2014) e Concurso Cultural Gaps Magazine (2014). Participou de exposições conjuntas no Espaço Cultural Tony Petzhold e Galeria Mascate, em Porto Alegre, além da Galeria Amî, em São Paulo.

Lucas Jatobá — AM

Fotógrafo natural de Manaus (AM), autodidata e estudante de antropologia, atuou muito tempo em sua cidade natal com trabalhos bem divulgados e evidenciados pela mídia local. Figurou em diversas exposições coletivas e, em 2014, mudou-se para o Rio de Janeiro onde exerce atualmente sua atividade criativa.

Raphael Alves — AM

Dedicado a transcrever visualmente as questões antropológicas, sociais, históricas e ambientais da região em que vive, estudou Comunicação Social na Universidade Federal do Amazonas (UFAM), Fotografia na Universidade Estadual de Londrina (UEL) e Artes Visuais no Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (SENAC). Concluiu também o Master of Arts em Fotojornalismo e Fotografia Documental na London College of Communication / University of the Arts, em Londres. Também foi premiado na 31 ª edição do The Best of Journalism da Society for News Design, 2010. Ganhou o prêmio Fiema (Feira Internacional de Tecnologia Para o Meio Ambiente) de Jornalismo Ambiental, em 2010; duas vezes o Prêmio Nacional de Fotografia ABRALE / SENAC (2010 e 2011). Em 2012, recebeu uma menção honrosa na Concurso Cultural Leica Fotografe.

Renato Riani — SP

Nascido em Guarulhos/SP, entrou para a fotografia aos 25 anos de idade atendendo à uma curiosidade quanto à identidade imagética da sociedade. Estudou fotografia por conta, através de livros e experimentos pessoais, e em pouco mais de 1 ano, ingressou na agência OPS (ocean photo service), efetuando fotografia turística, tendo a possibilidade de vivenciar diferentes povos e culturas espalhadas pelo mundo. Experiência multicultural que acabou tendo reflexo na forma que enxergava seu próprio meio, social e intelectual. Atualmente se divide em diversos projetos pessoais, com destaque para a série “URBANIDADES MARGINAIS”, empregando uma visão particular da intercomunicação entre o esporte skateboard e os cenários urbanos.

Robert Coelho — AM

Documentarista e fotógrafo. Atualmente trabalha realizando coberturas fotográficas em Manaus, além de percorrer o país filmando curtas e longas metragens.

Rodrigo Sena — RN

FilmMaker e fotógrafo, se dedicou por seis anos ao fotojornalismo no jornal impresso Tribuna do Norte. Nesse período foi correspondente de revistas nacionais, fez peças publicitárias, trabalhou em assessoria de comunicação de diversos veículos , se aprofundou em estudos e ensaios envolvendo cultura popular, folclore, religiosidade e costumes de comunidades afrodescendentes no Nordeste. Participou de diversas exposições, salão de artes visuais ,mostras e projetos. Hoje atende produtoras de vídeo em publicidade e desenvolve trabalhos audiovisuais realizando e dirigindo. Seus documentários e mais dois curtas de ficção já receberam diversos prêmios.

Tiago Henrique — SP

Autodidata, fotógrafo paulistano atualmente baseado em Pernambuco. Desde Abril de 2014 desenvolve projetos autorais dedicados ao fotojornalismo social e cultural.
Após trabalhar em grandes studios de publicidade na capital paulista, iniciou a carreira profissional em 2012 com ensaio sobre o conjunto habitacional José Bonifácio, em Itaquera, zona leste de São Paulo, considerado o maior conjunto habitacional da América Latina.
Sua proposta é o registro de pessoas que detenham os conhecimentos e técnicas necessárias para a preservação da cultura popular de comunidades tradicionais brasileiras.


Entre em contato: coletivonacao@gmail.com

Curta a página no Facebook clicando aqui

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Coletivo Nação’s story.