América Latina Unida pela Revolução dos Pedestres!

De 4 a 8 de maio, aconteceu na Cidade do México o 3º Congresso Nacional de Pedestres, promovido pela Liga Peatonal. O evento foi um local de encontro, aprendizagem e emponderamento das organizações latinoamericanas que se dedicam à mobilidade a pé; do mesmo modo, buscou-se difundir a importância do caminhar a partir de diversas perspectivas como acessibilidade universal, infraestrutura, filosofia do andar, espaço público, gênero, pedestrianização, vida de bairro e segurança viária. A maioria dos eventos ocorreu no bairro histórico La Merced, onde o caminhar faz parte de sua essência desde tempos pré-coloniais. Essa região, com intensa atividade comercial popular, passa por um processo no qual a mobilidade a pé ganha cada vez mais importância.

Participação brasileira e irmandade latinoamericana

Super-Ando fazendo referência à pesquisa COMO ANDA

Neste solo fértil de histórias e culturas, vários agentes de transformação se destacaram com narrativas, sonhos e realizações rumo a uma cidade que caminhe. Este processo ultrapassa fronteiras como visto no painel Movimentos Latino americanos - Organizações da América Latina que lutam por Cidades Caminháveis, que contou com a presença de representantes brasileiros - Letícia Sabino (Sampapé) e Super-Ando. Além do mais, Ana Carolina Nunes apresentou os avanços da Associação Cidadeapé na sessão de Pecha Kuchas. O congresso foi um importante processo formativo para os brasileiros que trazem na bagagem muita inspiração e energia.

Após o congresso, organizações e ativistas latino americanos buscarão integrar-se cada vez mais, pois como disse o Super-Ando: “América Latina unida pela revolução dos pedestres!”.

Veja aqui o relato dos brasileiros que participaram do Congresso: