Andanças Urbanas: passeios pela cidade promovendo a mobilidade a pé

Que tal experimentar viver sua cidade de outra forma e participar de um passeio a pé?

Andar a pé faz bem para a saúde, mas, além disso, colocar os pés nas ruas faz bem também para as cidades, ao passo que aproxima as pessoas do espaço público, catalisando um grande potencial de transformar o meio urbano. Este é o principal mote de coletivos, movimentos e organizações que promovem passeios a pé pelo Brasil, contemplando as cidades e absorvendo todo conteúdo que elas gratuitamente oferecem diariamente à população, basta estar disposto e desperto a ter esse novo olhar.

É esse um dos lemas do SampaPé, organização que tem como objetivo realizar e fomentar deslocamentos a pé pela cidade, bem como engajar a elaboração de políticas públicas em favor de espaços mais caminháveis. O Sampapé, com o apoio de diversos movimentos, encabeçou a abertura da avenida Paulista para as pessoas. Esse sonho tornou-se realidade aos domingos em 2015. E, neste ano, o programa ‘Ruas abertas’ se torna oficial e permanente na cidade de São Paulo.

Com um pouco mais de velocidade, o grupo Desbravadores de Sampa promove corridas com conteúdo, também proporciona passeios contemplativos e livres pela cidade. Com ou sem rota previamente traçada, o coletivo convoca cidadãos e cidadãs a calçarem o tênis e a experimentar o “lado de fora”.

Diretamente da Zona Leste de São Paulo, surge o “Caminhada das Quebradas”. A proposta do grupo é, além de praticar atividade física, explorar a periferia da grande São Paulo com um olhar mais atento, quebrando estereótipos e paradigmas e se apropriando das ruas, despertando a consciência das pessoas para a convivência e necessidade de lugares melhores para caminhar.

Conscientização, sociabilização e valorização regional!
 — Shirley Neves, Caminhada das QUEBRADAS

A cidade de São Paulo é uma cidade pluricultural, de muitas cores, de vários povos, que tal conhecer a capital paulista en español. Através de caminhadas turísticas, o Paseos a Pie, busca rotas e temas a serem observados na cidade e convidam as pessoas a caminharem.

É caminhando que a gente descobre a cidade pra valer. 
— Andrea Nehr, Paseos a Pie

Grupos que promovem passeios auxiliam não só a promover a mobilidade a pé, mas também a ocupação do espaço público e o (re)descobrimento da cidade, composta de infinitas realidades. Assim, ao adentrar nos caminhos fomentados por estas iniciativas, aos poucos, de passo em passo, vamos transformando as cidades em espaços melhores para convivermos.

[…] o caminhar é realmente uma atividade cidadã. Estimula nossa atividade em sociedade e como coletivo.
 — Leticia Sabino, SampaPé
COMO ANDA — Caminhada das QUEBRADAS
COMO ANDA — Passeios a Pie
COMO ANDA — SampaPé