Foto by Istiaque Emon

As cidades cresceram e nos fizeram esquecer como andar

Mesmo assim, caminhamos mais do que você imagina. Mas ainda é pouco!

Como Anda
Como Anda
Mar 30, 2016 · 3 min read

Por, Diego Bonel

Os primeiros passos de um bebê são comemorados em todas as famílias. Aquele andar meio desequilibrado é o início de um aprendizado que nos garante autonomia e independência durante toda a vida. Porém, embora o caminhar seja algo natural, aos poucos, passou a ser sinônimo de sacrifício. Mas afinal, quando nos esquecemos e perdemos o prazer de andar, de caminhar pelos espaços?

Quem mora em grandes cidades já percebeu que em alguns lugares é praticamente impossível ter acesso andando. Isso porque, durante o século XX, os modelos urbanísticos implantados privilegiaram o transporte de pessoas e mercadorias por veículos a motor, não necessariamente transporte coletivo.

Apesar disso, é caminhando que o brasileiro se move

Mesmo com todas as dificuldades e obstáculos que nossas cidades apresentam, segundo a Associação Nacional de Transporte Público (ANTP), em 2012 cerca de um terço dos descolamentos diários no país era realizado a pé.

Se colocamos nessa conta o tempo de caminhada combinado com outros modos de transporte, esse número é ainda maior, superando os dois terços. O que dá à mobilidade a pé o posto de meio de deslocamento mais popular do Brasil.

Foto by Annie Spratt

Mobilização, transformação urbana e infraestrutura são os pilares da mudança

As ideias aparecem nos mais diversos cantos do país. A mobilidade ativa é um tema que vem ganhando cada vez mais espaço na discussão do futuro das cidades que queremos.

É importante mobilizar e disseminar conhecimento, sensibilizando quem ainda não é familiarizado com o tema. Certeza de que muitos vão começar a olhar com mais atenção para alguns dos seus argumentos.

A transformação urbana é possível com a implantação de projetos de infraestrutura que assegurem a acessibilidade, a segurança e a conectividade com outros modos de transporte, em projetos públicos e também em parceria com a iniciativa privada.

Esse movimento colabora para que a ideia ganhe força e comece influenciar as políticas públicas, marcando presença nos planos diretores, planos de mobilidade e demais iniciativas que garantam que os direitos conquistados não sofram retrocesso por mudanças políticas.

É sobre esses dados que o pessoal da Cidade Ativa e Corrida Amiga vai se debruçar durante a pesquisa Como Anda. Apoiado pelo Instituto Clima e Sociedade (ICS), o grupo vai mapear organizações engajadas na mudança do paradigma da mobilidade urbana em várias pontos do país rumo à priorização do caminhar.

A pesquisa começará no início de abril. Para saber mais, curta nossa página no Facebook e fique esperto no espaço do Medium. Se ficou com dúvidas e quer mais esclarecimentos, escreva para contato@comoanda.org.br.

Como Anda

Written by

Como Anda

Quem promove mobilidade a pé?

Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade