Incidência Política: o que significa defender a mobilidade a pé na política?

Como Anda
Como Anda
Dec 19, 2019 · 3 min read

O Como Anda está investigando experiências em defesa da mobilidade a pé no paí­s, processo que tem trazido muitos aprendizados e dilemas internos. Para isso, começamos com a conceituação do termo advocacy, usualmente traduzido como “incidência política”. Ao mapear essas práticas, no âmbito da mobilidade a pé, as ações de caráter ativista, muitas vezes, também possuem o objetivo de influenciar polí­ticas públicas. Diante dessa questão, decidimos incorporar as duas formas de atuação como práticas legí­timas de incidência política em mobilidade a pé. Talvez ainda encontraremos outras questões nesse caminho. Veja como foi essa construção passo a passo:

Tradução de advocacy, entender a complexidade do conceito é o primeiro passo para identificar ações realizadas que possam servir como referência para outras experiências futuras que fortaleçam a mobilidade a pé.

Definição de advocacy. Foi necessária uma pesquisa de referências sobre o conceito, em termos gerais, para construção de uma definição mais completa para o projeto Como Anda. Para isso, três referências orientaram o nosso trabalho:

  • World Health Organization (WHO): um ‘conjunto de ações direcionadas a tomadores de decisão em apoio a um problema específico.’
  • Support for Analysis and Research in Africa (SARA): É uma forma de manifestar, chamar a atenção da comunidade para uma questão importante, direcionando os tomadores de decisão para uma solução
  • Health Research for Policy, Action and Practice (HRPAP): É o processo de pronunciar-se em defesa de algo — por exemplo, uma causa ou uma política. A palavra em inglês é na realidade derivada do termo em Latim “vocare” (“chamar”). Portanto, com o prefixo “ad” (que significa “para” ou “em direção a”), advocacy se torna “chamar a atenção”.

Dessa forma, chegamos na seguinte definição para o projeto:

“O termo costuma ser traduzido como Incidência Política, e é definido por um conjunto de ações, neste caso organizadas pela sociedade civil, destinadas a influenciar a formulação de políticas públicas efetivas, atitudes sociais ou processos políticos, normalmente direcionadas a tomadores de decisão em apoio a um problema específico.”

No caso da mobilidade a pé, incidência política e ativismo possuem intersecções e tendem a se complementar, quando não a se confundir. Muitos ativistas, ainda que não estejam tratando diretamente com representantes da esfera pública, têm a intenção de influenciar políticas. Dessa forma, trouxemos a

Definição de ativismo: o ativismo é normalmente associado a pessoas ou grupos que buscam promover a mudança social reagindo a temas que os afeta diretamente.

Por fim, ao começar a mapear as experiências que atuaram com incidência política, incluímos as ações de caráter ativista, entendendo que elas possuem uma legitimidade própria dentro do processo de defesa pela mobilidade a pé, como um único conjunto. Essas construções são resultados de investigações mais profundas de algumas experiências realizadas com essas práticas, e que também compartilharemos com vocês.


Como Anda é o ponto de encontro de organizações que promovem a mobilidade a pé no Brasil, um projeto em desenvolvimento desde janeiro 2016 pelas organizações Cidade Ativa e Corrida Amiga através do suporte financeiro do ICS. Na terceira fase (2019–2020), o projeto está atuando com o tema de incidência política na mobilidade a pé.

    Como Anda

    Written by

    Como Anda

    Quem promove mobilidade a pé?

    Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
    Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
    Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade