olhos

da primeira vez que vi teus olhos. pausa.

o mundo entrou em pausa. eu queria ser menos romântica. mas a verdade é que eu que morro de medo de olhar nos olhos. quando olho. fico feito um personagem de romance. eu entro no olho. e quero morar nele.

eu vi seus olhos e criei uma ilusão. toda uma história. eu vejo olhos e viro adolescente.

eu sei que você não viu os meus. ou imagino que. eu nunca imagino ser vista de volta. na minha cabeça eu sou invisível.

eu imagino no entanto suas mãos me segurando a cintura, quando lembro dos seus olhos. eu fecho os meus.

eu imagino suas mãos segurando a minha nuca. e suas pernas pesando contra as minhas.

imagino deitar com o seu peso sobre o meu e as bocas percorrendo as nucas.

o suor que escorre pelo corpo e o ritmo que embala a sofreguidão.

imagino as suas mãos entre as minhas coxas. e apertando meus peitos.

imagino o ritmo. a intensidade. as mãos. o calor. o suor. o gozo.

imagino o sono. a fome. acordar e recomeçar.

os olhos.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.