O que é Crowdfunding?

O crowdfunding, em sua origem, ganhou tração em 2003 nos Estados Unidos quando o músico e programador Brian Camelio, lançou o ArtistShar. Iniciou como uma página online onde músicos podiam buscar doações de seus fãs para produzir gravações. Evoluiu para uma plataforma de captação de recursos para projetos de filmes/vídeos e fotografias, assim como músicas.

Em 2009, a modalidade de crowdfunding ganhou popularidade entre empreendedores pois usavam para validar e expor suas ideias, assim como financiar projetos. Assim emergiu como a principal fonte de captação de recursos, triplicando sua receita de US$ 530 milhões em 2009 para US$1.5 bilhões em 2011.

Ainda no ano de 2009, a Kickstarter, empresa de benefício público norte-americana mudou o conceito de crowdfunding, criando uma plataforma mundial com foco em criatividade. A missão da empresa era ajudar a dar vida a projetos criativos. E assim recebeu mais de US$1.9 bilhões em promessas advindos de 9.4 milhões de apoiadores, para financiar 257.000 projetos criativos, como filmes, músicas, espetáculos de palco, histórias em quadrinhos, jornais, vídeo games, tecnologia e projetos relacionados a culinária.

Hoje existem basicamente quatro categorias de crowdfunding, sendo elas: por doação, recompensa, débito e participação. Nas campanhas de doações, as empresas ou pessoas que captam o recurso não tem de retornar ao contribuinte qualquer valor financeiro. Normalmente essas campanhas pretendem fomentar causas sociais, projetos comunitários, caridades, etc. São caracterizadas como campanhas de recompensa, as que o indivíduo contribuiu com seu capital financeiro e espera receber em troca uma recompensa podendo ser está um produto ou serviço que se nivele ao valor por ele proporcionado. Quanto as campanhas de débito, a empresa ou pessoa responsável pela arrecadação, visa emprestar o dinheiro de múltiplos contribuintes estabelecendo um prazo de retorno assim como taxa de juros. Por último, as campanhas de participação, o contribuinte ao aplicar seu dinheiro tem direito a participação acionária na empresa/empreendimento que está captando o recurso. Este formato de campanha tem sido cada vez mais usado por empreendedores e startups que buscam uma alternativa diferente das tradicionais como: investidor anjo e venture capital.

A indústria global de crowdfunding estimou o volume de captação de recursos em 2015 em: US $ 34 bilhões

Segmentado da seguinte forma:

· P2P Empréstimos $25B

· Crowdfunding Recompensa e doações: $5.5B

· Equity Crowdfunding (Participações): $2.5B

*P2P — peer to peer (pessoa para pessoa)

Em 2016, o presidente da LDJ Capital, Drake (2016), informou que hoje existem 1250 plataformas online de crowdfunding espalhadas pelo mundo, e se a tendência continuar, teremos mais de 2000 plataformas até o final do ano.

Segmentado por regiões:

América do Norte US$ 17.2B, Ásia US$ 10.54B, Europa US$ 6.48B, Oceania US$ 68.6M, América do Sul US$ 85.74M, África US$ 24.16M:

Nota: A categoria P2P / Marketplace Empréstimo como crowdfunding realmente infla essas estatísticas, pois compõem 71% do total, e a maioria das empresas no espaço de P2P / Marketplace Empréstimo não se denominam como crowdfunding. Embora, mesmo sem P2P incluído, US$ 10 Bilhões ainda é um volume impressionante.

Acompanhe mais de nossos conteúdos acessando:

Blog — www.fincoinvest.com

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.