Illa Nebulim | Introdução da Sessão 1

Illa Nebulim, o país da Névoa e do Vidro. A Ilha mágica. Daqui, o Povo Bom surgiu e se espalhou pelo mundo antes da Era do homem. Aqui foram vividas as grandes baladas e grandes prosas. Isso, foi há muito tempo.

O agora é um território fragmentado. As grandes lendas já foram e mesmo os velhos espíritos partiram. Só restaram os clãs, descendentes das grandes tribos, mas o sangue das fadas está diluido, os grandes reis morreram, os artefatos se perderam.

Illa Nebulim nem mesmo se pertence mais. Há eras, o Império Sussan exerce seu poder sobre Nebulim. O Império tem terras além-mar de onde vêm ouro como rios de ElDorado. Apesar de menos treinado, o exército Sussanech é bem abastecido e tem a enorme vantagem de estar completamente sob o controle de um único monarca. Embora esses soldados não sejam guerreiros tão ferozes e determinados quanto seus vizinhos Nebulins, eles têm mais recursos, números e não precisam realizar seus planos em segredo.

Recentemente, o controle delicado de Sussan foi abalado por revoltas internas. O antigo rei, Sales de Milechimare, deposto por um golpe de estado da própria filha, fugiu e desapareceu. Entre os clãs Nebulinos, corre o boato de que nunca houve oportunidade tão propícia para a independência.

Mas a verdade é que a maior fraqueza de Nebulim são os clãs que tanto a amam. Desorganizados, há bastante tempo sem um monarca que os una, só podem sussurrar suas intenções. O último clã que se revoltou foi massacrado e apagado da história, coisa que nenhum chefe tem coragem de arriscar.