Illa Nebulim | Introdução da Sessão 1

Illa Nebulim, o país da Névoa e do Vidro. A Ilha mágica. Daqui, o Povo Bom surgiu e se espalhou pelo mundo antes da Era do homem. Aqui foram vividas as grandes baladas e grandes prosas. Isso, foi há muito tempo.

O agora é um território fragmentado. As grandes lendas já foram e mesmo os velhos espíritos partiram. Só restaram os clãs, descendentes das grandes tribos, mas o sangue das fadas está diluido, os grandes reis morreram, os artefatos se perderam.

Illa Nebulim nem mesmo se pertence mais. Há eras, o Império Sussan exerce seu poder sobre Nebulim. O Império tem terras além-mar de onde vêm ouro como rios de ElDorado. Apesar de menos treinado, o exército Sussanech é bem abastecido e tem a enorme vantagem de estar completamente sob o controle de um único monarca. Embora esses soldados não sejam guerreiros tão ferozes e determinados quanto seus vizinhos Nebulins, eles têm mais recursos, números e não precisam realizar seus planos em segredo.

Recentemente, o controle delicado de Sussan foi abalado por revoltas internas. O antigo rei, Sales de Milechimare, deposto por um golpe de estado da própria filha, fugiu e desapareceu. Entre os clãs Nebulinos, corre o boato de que nunca houve oportunidade tão propícia para a independência.

Mas a verdade é que a maior fraqueza de Nebulim são os clãs que tanto a amam. Desorganizados, há bastante tempo sem um monarca que os una, só podem sussurrar suas intenções. O último clã que se revoltou foi massacrado e apagado da história, coisa que nenhum chefe tem coragem de arriscar.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.