Poupar na areia…

Ou como estragar um solarengo dia de férias.

(O que irá aprender neste artigo: 1) o salário médio em Portugal paga 3x mais impostos que na Suécia, 2) com excepção do salário mínimo, todos pagam mais impostos que na Suécia, 3) apesar deste significativo esforço fiscal, o país continua nas lonas por gestão danosa, 4) a narrativa dos comunistas é 100% falsa)

Antes de ler este artigo
Escrevi um pequeno texto onde explico como calcular impostos progressivamente, que recomendo fortemente que leia antes de continuar para evitar surpresas.

Tive a infelicidade de me cruzar de manhã com uns tweets sobre a taxa de IRS ser tão alta cá como na Suécia, e tive depois a ainda mais infeliz ideia de questionar a relevância dos números que, como a maioria das conversas no Twitter, não levou a nada.

Na minha opinião para a esmagadora maioria dos contribuintes pouco importa a taxa de IRS mais alta sobre o rendimento mais alto, e a mim em particular já não me afectam que pago impostos noutras paragens.

Ainda assim este é o tipo de discurso que me azeda, porque tenta fazer-se passar por relevante atirando areia para o ar.

Vai daí, fiz o que qualquer pessoa “normal” faria em tempo de férias: voltei a meter o nariz em matérias de IRS.

Na minha opinião (novamente), o serviço à nação que os proto-politicos poderiam fazer seria comparar maçãs com maçãs, mas isso dá trabalho e não permite dar continuidade àquilo que está a arruinar o país: areia nos olhos (o meu termo preferêncial seria mudslinging que encaixa perfeiramente, mas não há tradução adequada).

Por exemplo, quanto paga de imposto um contribuinte em Portugal vs. na Suécia, ajustando ao PPP? De acordo com a esquerda, não o suficiente, taxem-se os ricos! De acordo com a direita, não tanto como na Suécia, taxe-se tudo!

Mas já lá vamos, convêm explicar o PPP a uma criança de 5 anos: o PPP permite-nos descobrir quanto dinheiro vamos precisar noutro país para comprar o mesmo que compramos em Portugal com X Euros. Por exemplo no UK precisamos de +/- 13 GBP para comprar o que compramos em Portugal com 10 EUR. Dito isto, o PPP terá as suas falhas mas não encontrei melhor. Aceitam-se sugestões.

Pressupostos

Antes de comparar os números, deixo aqui fontes de dados e pressupostos para as minhas contas:

OK, pressupostos publicados, vamos a isso? ‘Bora!

Qual a taxa de imposto paga pelo salário mínimo em Portugal vs. Suécia?

Taxa imposto paga pelo salário mínimo: 11% em Portugal, 20.2% na Suécia.

Ajustando ao PPP, o salário mínimo Português de 505 EUR equivale a 6590 SEK, que pagaria 20.1% de imposto. Inversamente, o salário “minimo” Sueco corresponde a 1.657 EUR em Portugal e pagaria 31% de imposto. O que por si já deixa pistas sobre o que vem a seguir…

Qual a taxa de imposto paga pelo assalariado médio em Portugal vs. Suécia?

Taxa de imposto sobre o salário médio é praticamente a mesma nos dois países…

É aqui que a meu ver a coisa começa a dar para o torto. Apesar da taxa de imposto ser semelhante, o equivalente PPP do salário base em Portugal seriam 11.869 SEK, ou quase 3x menos que o salário base médio actual na Suécia. Portanto, recebendo 3x menos paga o mesmo imposto. Ouch…

Qual a taxa de imposto paga pela classe média em Portugal vs. Suécia?

A classe média em Portugal paga mais imposto que a classe média na Suécia…

Porque em Portugal nada é nunca claro, a classe média tanto pode receber em média 900 EUR ao mês, como 3.500 EUR ao mês. Se alguém perceber a lógica disto que avise.

De qualquer das formas, como os 900 EUR já foram contemplados no ponto anterior, faço as contas aos 3.500 EUR ao mês. Antes que saiam à rua com as forquilhas e archotes, isto equivale a um salário líquido de menos de 2.000 EUR. Nada de especial portanto. No entanto, paga uma taxa de imposto de 43%!

Não consegui encontrar informação semelhante sobre a Suécia (i.e. qual é o salário médio do topo da classe média). Se alguém tiver essa informação, que ma faça chegar que logo actualizo esta secção.

O que fiz então foi multiplicar os 3500 EUR por 13.05 do PPP e chegar ao valor acima, que paga 28.9% de imposto. ¯\_(ツ)_/¯

Qual a taxa de imposto paga pelo top 10% dos assalariados em Portugal vs. Suécia?

Quanto pagam de imposto os mais 10% mais ricos…

Esta secção deixa-me bastante desconfortável porque não achei números concretos. O estudo do ISCTE diz que os 10% mais ricos em Portugal auferem um rendimento anual médio de 55.888 EUR. Se é apenas salário, se é base, ou outros, não consegui obter do estudo (a bem dizer porque li na diagonal). Por outro lado, o mesmo acontece do lado Sueco: os 10% mais ricos ganharam em média 513.000 SEK/ano mas não há indicação da fonte destes rendimentos.

Assumi então que se tratam de rendimentos base de trabalho e dividi tudo por 12.

Com estes pressupostos, não me parece nada justo dizer que os ricos não pagam a crise. Não só pagam, como pagam acima daquilo que se paga na Suécia que seria 34.5% de taxa de imposto para os mesmos 4.657 EUR.

Conclusão

Certamente que existem dezenas de conclusões possíveis para além das seguintes.

O que pensa que sabe sobre os impostos Suecos está errado

Para mim a maior lição até agora é que aquilo que nós pensávamos que sabíamos sobre os impostos suecos está completamente errado. Eles não pagam taxas absurdas de impostos, pelo menos não mais absurdas que os portugueses. Os links para as calculadoras de impostos oficiais na Suécia estão ali em cima, verifique você mesmo!

O contribuinte Português paga mais impostos que o Sueco

Os números não enganam, e não sendo estatísticas também não suportam fantasias: o contribuinte português, a não ser que receba um salário miserável (ie mínimo), paga mesmo mais impostos que o sueco. Quase 3x mais impostos para ser claro. Eu não sei como é que vocês se sentem em relação a isso, mas eu sinto nojo. Nem pagando 3x mais o estado português oferece o mesmo nível de serviços.

Gestão criminosa?

Para mim a mais óbvia, e confesso chocante porque não pensei que em Portugal se pagasse mais impostos que na Suécia, é que o problema não são nem os ricos (como os comunistas apregoam), nem os poucos impostos que se pagam (demonstradamente falso), mas sim uma incrível (para não dizer criminosa) má gestão governamental. Em Portugal não se pagam só impostos, pagam-se impostos pelos olhos, muito acima daquilo que se paga na Suécia que é o exemplo da moda. E de resultado nada, o país continua nas lonas.

O futuro não está risonho para os portugueses

Tendo uma “vaga ideia” das tremendas transformações que se prevê que ocorram nos próximos 25–50 anos, e para o qual claramente nem o país, nem governantes actuais e claramente nem os futuros, estão preparados, Portugal não se recomenda de todo. Boa sorte para os que ficam, nem se todos pagassem 100% em imposto isto endireitava.

Obrigado ao João Neves e ao Socrates Vicente pelas revisões e comentários.