Olha o avião!

Viver na rota de aviões da cidade de São Paulo tem seus defeitos, mas instaura algo na casa: uma repetição.

Todos os dias, a cada hora mais ou menos ( e no fim da tarde esse intervalo se encurta) passa um avião. Faz barulho, é bem visível e ilumina o céu preto da noite.

Perceptível por qualquer criança atenta, e a nossa criança o percebeu e nunca mais o que esqueceu. A cada anúncio de seu ruído, ele olha para o céu e o aguarda. Curioso, espantado. Ele já demarca seu universo, constrói suas referências…

É a descoberta do mundo.

Like what you read? Give Cristiana Gerab a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.