escrever • mergulhar • respirar • submergir • nascer

“Por vezes sinto que não escrevo, que descrevo os esforços para escrever, os esforços para nascer” — Artaud

Se escrever é subir e tomar ar, então afundo no irrespirável. Assistimos a água invadindo os pulmões, sabendo que apenas um pequeno, um mínimo movimento, poderia nos trazer de volta ao oxigênio. No entanto quem é capaz, de verdade — de se esvaziar do excesso de si e respirar o novo — ?
Vamos lá, quem é capaz, para além dos saraus e noites de lançamentos e grupos de facebooks e festas com álcool e solidão na volta pra casa a página em branco?
O fastio aprisiona. As palavras quebram as costelas, forçam a passagem, O corpo sobe, obrigado a tomar a ar. É assim que acontece. Não tem fórmula, técnica, musa. Nem dinheiro, nem magia.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.