No meio do caminho tinha um coração

Faça chuva, faça sol, no meio do caminho há um coração. Foto: Clarice Ferro.

No meio do caminho tinha um coração
Tinha um coração no meio do caminho
Tinha um coração
No meio do caminho tinha um coração

Nunca me esquecerei desse acontecimento
Na vida de minhas retinas tão fatigadas
Nunca me esquecerei que no meio do caminho
Tinha um coração
Tinha um coração no meio do caminho
No meio do caminho tinha um coração.

Paródia ao poema de Carlos Drummond de Andrade, devido à intervenção de um morador da Freguesia no cimento fresco em frente ao Colégio Primus, na rua Araguaia. Esse coração já foi alvo de inúmeras fotos a caminho do ponto de ônibus, que foram enviadas a alguém. Afinal, havia um coração.

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Clarice Ferro’s story.