O que ninguém te contou sobre Richard Rasmussen

  • Peço, antes de tudo, ATENÇÃO principalmente dos colegas estudantes de medicina veterinária e biologia que são admiradores.

Conhecido também como “Richard, o aventureiro”. “Richard, caçador de aventuras”. Parceiro fixo do canal NATGEO (National Geographic Channel), já apresentou também alguns quadros e programas em rede nacional aberta (Record e SBT). Sua página oficial do facebook tem mais de 1,4 milhões de curtidas (vários amigos meus curtem, inclusive). 
“Profundo conhecedor da fauna, de comportamento animal e especialmente ecologia, ele tem uma forma espontânea e irreverente de cuidar e se relacionar com os bichos”: Richard é descrito em seu website oficial dessa forma.

Agora, fica a pergunta: o que vocês realmente sabem sobre esse homem e a sua real conduta e ética com os animais? E sobre a veracidade do que é reproduzido em seus programas?
Queria deixar aqui alguns pontos pra mostrar que o cara é justamente o oposto de como é retratado:

1. SIMULAÇÃO DE SITUAÇÕES EM SEUS PROGRAMAS — uma zootecnista do IMASUL* disse que eles foram várias vezes contatados pela equipe do programa de Richard, que solicitava imagens ou acompanhamento de ações simuladas envolvendo manejo de fauna silvestre. Já foi pedido, inclusive, que se disponibilizasse um filhote de tamanduá para uma cena de “incêndio” florestal onde o Richard faria o “resgate” do animal em meio às chamas. O “incêndio” era na verdade um treinamento do Corpo de Bombeiros.

2. EPISÓDIOS DE MAUS TRATOS COMPROVADOS — Richard e sua equipe já foram convidados a se retirar de uma pousada por terem mantido um tamanduá-mirim preso no banheiro do quarto onde se hospedavam para uma gravação no dia seguinte — sob alegação de que não havia iluminação ideal para filmagem. Isso foi informado por uma gestora de turismo da pousada, e a descoberta do animal preso foi feita por uma camareira. Foi dito que além disso, outros funcionários do hotel encontraram outro animal da mesma espécie mantido preso em um veículo da equipe.

3. CRIADOURO COM IRREGULARIDADES E INDÍCIOS DE TRÁFICO DE ANIMAIS — foi construído por Richard o “Criadouro Conservacionista Toca da Tartaruga”. Esse criadouro foi fechado devido a várias irregularidades (pode ser visto com detalhes em nota publicada no site do Ministério Público Federal). Foi proposto pelo MPF e pelo IBAMA uma multa de quase 400 mil reais por danos à fauna. Nessa nota é dito que esses danos ficaram plenamente comprovados. Algumas das informações coletadas: elevado número de mortes de animais (vários cadáveres foram encontrados na sala de atendimento veterinário); más condições do criadouro; maus tratos; receptação de animais apanhados na natureza sem origem lícita; entre outros.

Resumindo: além de todos os crimes, o que esse homem faz é um desserviço à educação ambiental. Manipular animais silvestres é algo que deve ser evitado ao máximo, por questões de bem estar. Quando essa manipulação vem a ser necessária (ex: casos de atendimento veterinário), deve ser feita com toda cautela possível. Isso porque o stress gerado pode desencadear uma série de alterações fisiológicas prejudiciais à saúde deles.
Aí chega esse cara correndo atrás de bicho, pegando neles sem a menor razão, simplesmente pra bancar o fodão aventureiro. Prendendo animal em banheiro, veículo e sabe-se lá onde mais, sob pretexto de filmar com iluminação adequada. Tudo isso simplesmente pra impressionar pessoas e ganhar dinheiro. Funciona, claramente: olha o tanto que o cara é famoso. A população, por sua vez, não tem conhecimento do assunto e vem a achar normal essa conduta. Afinal, quem vai pensar que um biólogo em parceria com National Geographic é de conduta duvidosa? Apesar disso tudo ser abafado pela grande mídia, teve quem denunciasse e questionasse. Mas ele permanece aí: fazendo sucesso, executando seus programas e atividades normalmente, com isso tudo escondido debaixo do tapete. Inclusive a NATGEO já foi questionada a respeito e permanece em silêncio sobre o assunto — óbvio, se tá dando dinheiro pra eles, importa mais alguma coisa?
Fica aí a reflexão.

-
*IMASUL : Instituto de Meio Ambiente do Mato Grosso do Sul
-

FONTES

[1] https://pt.wikipedia.org/wiki/Richard_Rasmussen

[2] http://www.prr3.mpf.mp.br/…/1672-dono-de-criadouro-tera-que…

[3] http://web.trf3.jus.br/…/Acor…/BuscarDocumentoGedpro/4327569

[4] http://www.oeco.org.br/…/29104-showman-dos-animais-e-ataca…/

[5] http://www.estadao.com.br/…/richard-rasmussen-o-terror-dos…/

[6] http://www.anda.jor.br/…/richard-rasmussen-do-%E2%80%9Caven…

[7] http://richardrasmussen.com.br/

  • Esse texto foi transferido do meu post no facebook pra cá com o intuito de que essas informações tenham acesso facilitado.