Coluna do Cláudio Soares — 20/08/2018

Na coluna de hoje: aceleradora brasileira é selecionada para o programa Google Developers Launchpad, as 10 aceleradoras que mais produzem startups de sucesso e muito mais.

Aceleradora brasileira é selecionada para o programa Google Developers Launchpad

Time da ACE, que agora está mais próximo do Google e de sua estrutura no Vale do Silício (Foto/Divulgação)

A ACE se tornou a única fomentadora nacional de negócios inovadores a ser selecionada como parceira do Google Developers Launchpad, programa que busca ajudar startups a construírem e escalarem suas soluções em ecossistemas distantes do Vale do Silício, o berço do Google, mas ainda assim com grande potencial. Criado em 2013, o Launchpad Accelerator Global chegou ao Brasil, à Índia e à Indonésia dois anos depois. A aceleração já está presente em mais de 40 países e apoiou 135 negócios.

Além da ACE, outras aceleradoras “powered by Google Developers Launchpad” são Corporacion Ventures (Colômbia), Banj (Porto Rico), Venture Garden Group (Nigéria), Startit Center Beograd (Sérvia), The Nest I/O (Paquistão), Digitaraya (Indonésia) e Start Up Village (Filipinas). No Brasil, nomes como Love Mondays, Nubank e QuintoAndar estão entre as startups que já participaram do programa. Criada há seis anos sob o nome Aceleratech, a ACE já acelerou 200 startups e obteve nove exits (vendas de negócios inovadores). (Fonte: Exame)

Sonho canadense

O “Dream2B Global Acceleration — Batch #4” selecionou oito startups brasileiras para sessões de aceleração no Canadá visando a internacionalização das empresas. O programa, organizado pela empresa Dream2B, possui parcerias com a Spark Centre, incubadora canadense de startups, o Consulado do Brasil em Vancouver, o Ministério de Comércio Exterior canadense e a Launch Academy. (Fonte: CanaTech)

Startup argentina procura brasileiros

A Real Trends, que oferece suporte para vendedores do Mercado Livre, vê seu maior mercado em terras brasileiras. São seis brasileiros na sua equipe de 35 funcionários. Número que tende a crescer, na visão do co-fundador Javier Goilenberg (@javigoile). O Brasil representa metade do faturamento da empresa, que ficou em dois milhões de dólares em 2017. Os brasileiros representam cerca de 50 a 60% dos 120,9 milhões de usuários e 101,3 milhões de transações no marketplace. (Fonte: Exame)

Tecnologias que empoderam pessoas com deficiências

A startup mineira Geraes Tecnologia Assistiva, localizada na região da Pampulha, em Belo Horizonte, será um dos destaques do Singularity University Global Summit 2018, evento de inovação e empreendedorismo que acontece entre os dias 20 e 22 de agosto, em São Francisco, na Califórnia. A empresa de tecnologia assistiva, criada em 2009 para empoderar pessoas com deficiência por meio de inovações eletrônicas, foi convidada pela organizadora do evento, a Singularity University, para apresentar o TiX, um teclado multifuncional que torna computadores acessíveis a pessoas com deficiência. O TiX ganhou utilidade extra no final do ano passado quando a startup criou um programa educacional para alunos com deficiência, oferecendo treinamentos para professores, fonoaudiólogos e terapeutas ocupacionais. (Fonte: Hoje em dia)