Dragon Ball volta com tudo

Por: Vitor Guimarães

“voando ao vento, posso ser livre outra vez” voar é uma das novidades que podem ser feitas na Coton City

Recentemente um novo jogo do aclamando anime “Dragon Ball Z” foi lançando e seguindo a mesma linha de “Dragon Ball Xenoverse” temos seu sucessor “Dragon Ball Xenoverse II ”, ou DBXV II.

De primeira muitos devem pensar “é apenas mais um jogo para vender em nome do anime, é uma continuação então deve ser ruim” primeiro não são todas as sequencias que são ruins, a trilogia Arkham do Batman da rocksteady que o diga, mas o DBXV II é uma sequência em partes digamos assim. A história é a mesma do primeiro jogo onde o Herói, volta no tempo pra impedir certas mudanças históricas causadas pelos chamados “time breakers” o objetivo deles no primeiro jogo era pura e simples causar o caos, mas nesse estão de volta. Eu poderia falar sobre o real plano deles, mas isso é Spoiler e extremamente previsível para tal.

Uma das mudanças mais significativas do jogo foi o aumento da “cidade Hud” chamada de Coton City, e não é algodão, foi completamente expandida fazendo você ficar preso horas por ali. Uma das principais mudanças foi a liberdade de voo na cidade te dando uma liberdade maior para se mover na cidade livremente, além de a adição de fendas temporais com grandes figuras do universo de DBZ.

Mas a parte ruim, ou que pelo menos me incomodou no jogo, foi a entrega de leite para certas pessoas a pedido do Kuririn. O negocio é chato, repetitivo e angustiante já que poxa você pode voar e andar livre pela cidade, mas para entregar o leite você anda a três metros por segundo isso é angustiante pacas, embora seja a forma mais rápida de conseguir a comida para a missão na fenda do Majin Boo.

Por fim se você gostou do primeiro o segundo é a mesma receita de bolo apenas com umas firulinhas a mais, se gosta de DBZ esse jogo também é obrigatório para você. O game está disponivel para PC, PS4 e Xbox One.