Na real, o que acho que mais impacta no uso dos channels é o próprio uso que os usuários dão pra…
Marcos Vinícius Silva
2

É que na realidade estamos aqui para adequar o produto/serviço ao uso que as pessoas dão ao mesmo, assegurando que a experiência seja agradável mesmo em um cenário em que essas pessoas não estejam “se comportando” da maneira como quem projetou esperava. Afinal, de que adianta uma ferramenta desenhada de uma forma que só quem projetou tem interesse de usar como está sendo proposto? Será que só essa pessoa merece uma boa experiência?

Usando o mesmo exemplo dos threads que foram implementados, o fato de abrir apartado da conversa, criando uma espécie de “minichannel” não me pareceu agradável — enquanto usuária. Será que o modo como está implementado é de fato o modo como as pessoas desejavam usar? Muito provavelmente a equipe do Slack ainda está estudando a aceitação dessa função e desenhando ajustes e melhorias, porque projetar ferramentas para pessoas será sempre um processo de constantes adaptações/adequações, porque nossas necessidades e desejos mudam o tempo todo.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.