Utópicos Distópicos
Jose Borbolla Neto
131

Muito interessante e provocativo o seu texto, Borbolla. Pessoalmente, o que mais me preocupa nesse mundo hiperconectado e “rankeado” é a perda gradual (e talvez definitiva) da privacidade. E olha que eu mesmo estou aqui, logado via Facebook, sabendo que estou gerando ainda mais dados para ferramentas de marketing digital.

Estamos abrindo mão do direito ao anonimato, por conveniência, fascínio ou inércia, rumando para um mundo que mistura Black Mirror, Minority Report e Gattaca (um dos meus filmes preferidos, aliás). Eu adoro ser “ninguém” de vez em quando, mas parece que isso vai ser cada vez mais raro.