Feixe de luz

Agora sozinho, caminhando com as próprias pernas

seguia cambaleando, se reformulando, se conquistando.

Explorava a galáxia de sua mente, este já não estava a sós, trazia

consigo o brilho da estrela que havia se tornado.Não lhe restava medo

da escuridão à frente e assim navegava, até que um feixe o atravessou , rompendo tempo e espaço, sacudindo suas certezas, abalando os

sentidos. Já havia se esquecido de como era o feixe de luz desta supernova eterna que se alimenta e se reconstrói de sua constante auto-destruição, mas

nunca se esquecera da fonte desta luz,

Seus olhos.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.