Seu amigo Papa esta no instagram como @franciscus

Com mais de 400 milhões de usuários no mundo, a rede de compartilhamentos de fotos, ganhou um usuário ilustre no último 19. O primeiro post de @franciscus, conta do Papa Francisco, foi uma foto de um momento de oração, com a legenda em nove idiomas diferentes: Rezem por mim!

Em três dias cerca de 1,5 milhões de pessoas haviam começado a seguir o Papa, em menos de um mês este número havia pulado para 2,2 milhões. Em um vídeo postado no dia do lançamento da conta, o Santo Padre disse que iniciava no Instagram um novo caminho para percorrer a estrada da Misericórdia e da ternura de Deus, juntamente com os fiéis.

Além de manter uma conta no Instagram, o twitter e telegram fazem parte da rede de comunicação do papa com os internautas.

Para a Santidade, as redes sociais são uma dádiva de Deus, mas como nós podemos utilizar estes meios para fazer aquilo que nos propõe o evangelho?

Em sua mensagem na ocasião de comemoração do 50º Dia Mundial das Comunicações Sociais, o Papa nos propõe a viver a misericórdia dentro dos meios de comunicação: “O amor, por sua natureza, é comunicação: leva a abrir-se, não se isolando. E, se o nosso coração e os nossos gestos forem animados pela caridade, pelo amor divino, a nossa comunicação será portadora da força de Deus”.

Em um mundo onde o imediatismo de informações e a facilidade de construirmos nossas próprias realidades nos escondendo através de perfis, a proposta de vivermos o amor, seja ele próprio ou ao próximo, para que em unidade possamos ter uma experiência verdadeira do Cristo Ressucitado, faz com que, a exemplo do Papa Francisco e sua ativa participação nas redes, nós vivenciemos a misericórdia, dando testemunho da verdade não só no mundo real, mas também virtual.

“O encontro entre a comunicação e a misericórdia é fecundo na medida em que gerar uma proximidade que cuida, conforta, cura, acompanha e faz festa. Num mundo dividido, fragmentado, polarizado, comunicar com misericórdia significa contribuir para a boa, livre e solidária proximidade entre os filhos de Deus e irmãos em humanidade”. — Papa Francisco