Vai milho?

- Vai milho?
- Tem manteiga pra passar em cima?
- Aqui.
- Isso é margarina. Quero manteiga.
- Então, só tem isso aí mesmo.
- Não gosto de margarina.
- Não quer o milho?
- Tô pensando… Tem sal?
- Aqui.
- Tem aquele de moer?
- Tem o quê?
- Aquele que você roda em cima e o sal cai moído.
- Só tem esse aqui, você vira e o sal sai, a não ser quando entope com a maresia, aí tem que dar uma batidinha no fundo, ó.
- Esse sal vem de mina.
- Vem nada, é do Rio mesmo, comprei no Guanabara.
- Vem de mina de sal. Eu prefiro o sal marinho.
- Você fala umas coisas estranhas. Posso mergulhar seu milho no mar, se o problema for esse.
- Não precisa. Vou querer um, vai.
- Pronto!
- Mas… O que é isso?
- É o milho, ué.
- Não, aqui embaixo, em volta dele.
- É a palha do milho.
- A palha?
- E você queria o quê?
- Não tem um guardanapo?
- Meu senhor, com todo o respeito, acho que você devia ir no restaurante daquele francês da tevê, o Troagrô. Lá vai ter manteiga importada, sal que cai até do teto e guardanapo de tecido. Aqui é margarina, sal que entope e palha. Vai querer ou não?
- Quanto é?
- É cinco.
- Cinco? Mas esse milho é bom mesmo? Com um preço desses, fico em dúvida quanto à qualidade.
- Olha só: cinco é com margarina, sal e palha. Mas pra gente diferenciada, como o senhor, tem a versão gourmet, a trinta reais.
- Interessante… Como é isso?
- Espiga in natura jamais passada em solução hídrica com discretas pitadas de cloreto de sódio, servida de maneira rústica.
- Eu quero! Eu quero!
- Aqui está.
- Mas isso é milho cru e salgado. E sem nada pra segurá-lo!
- Se não quiser, diz logo, que aquele sujeito de bigode ali atrás vai querer.
- Custa trinta reais?
- Isso. É o último.
- Tem troco pra cinquenta?

Esse texto faz parte do projeto Cartas da Guanabara,
com crônicas semanais de um brasiliense vivendo no Rio de Janeiro.

Gostou? Então clique no botão Recommend aí embaixo.
Fazendo isso, você ajuda esse post a ser encontrado por mais pessoas.

Pra acompanhar minhas publicações por aqui,
é só clicar ali embaixo no botão
Follow.