O mundo do tempo

Dinamismo de um jogador de futebol — Umberto Boccioni

Tempo máquina de anacronismos,
tempo no seu tempo uma ilusão 
de alimento. Tempo no tempo
de outros tempos, vozes borradas
em quadros sem tempo. Há tempo
para encontrar o meu tempo
neste campo de infinitos tempos,
neste mundo de saturado tempo.
Há os que batalham contra o tempo
inseguros de que o tempo sem tempo
seja apenas uma ilusão de tempos
imemoriais. E há os que certos
da derrota para o tempo
esvaziam o tempo num gole,
numa tragada na esquina do tempo.
O tempo se desmembra em horas
horas que não conto, horas
que perco o tempo
numa madrugada sem tempo.
Sou o argonauta condenado
neste tempo de tempos contados.