Meu Primeiro Dia em um Cowork

Essa talvez tenha sido umas das decisões mais importantes de meus 37 anos. Foram quinze 15 anos trabalhando em empresas de desenvolvimento de software os últimos 10 na empresa da família e, em todos eles, responsável por tudo. Aos poucos o dia a dia te endurece, a paciência se perde, tudo em volta começa a ruir e então se tivermos sorte e prestarmos atenção podemos perceber que o dia a dia virou uma grande prisão chamada rotina.

A rotina não vem sozinha traz consigo excesso de responsabilidades, estresse, remove os sorrisos e sufoca a alegria.

É difícil mudar. É difícil a sensação de deixar os últimos 10 anos “na mão” é tão difícil que normalmente não mudamos não nos aventuramos não arriscamos apenas seguimos o fluxo e vamos levando e torcendo para que a rotina um dia não apareça, fuja e como mágica voltemos a nos gerenciar.

Chegou o dia em que resolvi mudar, peguei meu note e fechei um plano em um escritório colaborativo por meio turno. Vou dedicar as tardes a mim e viver os meus sonhos. Não me tornei irresponsável, evitei abandonar o barco, ainda acesso os emails e retorno quando possível mas com o passar do tempo a tendência é que me permita viver mais meu próprio sonho.

A mudança veio. Hoje é o primeiro dia em um cowork foi um dia legal, vários rostos novos, ambiente novo, idéias novas, sonhos novos e pouquíssimas palavras. De repente me percebo em uma nuvem, é como viver em um ambiente aonde tudo é possível inclusive viver.

E no meio de uma tarde nada estressante eu desço, tomo um café, respiro ar puro e me dou conta de que a vida está lá fora!

Like what you read? Give Daniel K. a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.