A busca por Belchior.

Eu entrei em uma loja e perguntei por um disco do Belchior. Ele respondeu seco: “Bicho, vai ser mais fácil encontrar o Belchior do que esse disco dele.”

Antes quero deixar claro que sim, eu sou um fã recente. Eu não conheço todos os discos, comecei a escutar a pouco tempo e nem consigo cultivar um bigode decente. Um amigo me apresentou o disco de 76. Alucinação. Que disco incrível. Por meses eu não escutava mais nada além dele.

Voltando um pouco no tempo, eu preciso confessar. Eu não conheço nada de música brasileira. Sempre fui revoltado demais pra dar uma chance pra MPB. Não combinava comigo. Onde já se viu, gostar de algo que meus pais gostavam?

A minha trajetória na música foi bem conturbada. Eu tive que descobrir muita coisa sozinho, e nesse caminho de descobertas, eu realmente gostei de muitas coisas ruins. Se eu fizesse uma lista com os 10 discos da minha vida, você provavelmente desistiria de continuar a ler esse texto, mas vale a pena arriscar. Aqui vão os 10 discos da minha vida, em ordem cronológica:

  1. Jota quest: Planeta dos Macacos
  2. O Grande Encontro
  3. U2: Rattle and Hum
  4. Led Zeppelin IV
  5. ACDC: Back in Black
  6. Beatles: One
  7. Bad Company: Bad Company
  8. Beatles: Revolver
  9. Beatles: Rubber Soul
  10. Belchior: Alucinação

Parabéns a você que continuou aqui, depois de ver que o meu primeiro disco favorito foi do Jota Quest. E o terceiro foi do U2. Meu Deus do céu. Até eu tenho vergonha disso.

Mas eu queria muito comprar o disco, e não ia desistir. O vendedor nada simpático me recomendou pesquisar no Mercado Livre todos os dias, na esperança de encontrar um anúncio e conseguir comprar o disco a tempo. E assim o fiz. Passaram algumas semanas e eu finalmente encontrei um anúncio da versão compacta do disco. Ele só tinha metade das músicas, mas mesmo assim valia a pena.

Alguns dias se passaram e eu recebo uma mensagem as 3 da manhã, no celular:

-Ei, foi você quem comprou o EP do Belchior, não foi?

-Sim, fui eu.

-Então, eu consegui o LP, quer comprar?

Eu fiquei muito feliz, mas já havia comprado o EP. Decidi tentar trocar e utilizando toda a técnica adquirida nas 14 temporadas de Trato Feito, eu comecei a negociar. Utilizando tudo que aprendi, barganhei com o vendedor e consegui perder bem menos dinheiro do que perderia antigamente. A TV realmente ensina.

Marcamos perto de um metrô, na hora do almoço. Com todo meu conhecimento das ruas eu decidi levar um amigo, caso algo acontecesse e eu precisasse de alguém pra testemunhar que eu me defendi de um golpe. As instruções eram simples, ele estaria em um Escort vermelho me esperando. Cheguei dez minutos antes e ele já estava lá, saí com o dinheiro na mão e o disco no outro, pronto para fazer a troca de reféns.

Era realmente um Escort vermelho, provavelmente mais antigo que o próprio disco que eu estava tentando comprar. A cor vermelha não parecia de fábrica, parecia que o carro foi enterrado por 20 anos, ou então foi encontrado no mar. Vermelho-ferrugem era um nome mais realista para aquela cor. Assim que cheguei na porta do carro ele apontou pro banco do passageiro e me mandou entrar no carro. Achei estranho mas entrei.

O vendedor tirou um envelope pardo cheio de discos e começou a falar:

-Eaí, do que você gosta? Sou colecionador de discos de forró.

-Não sei cara, eu não sou muito fã de forró não.

Ele continuou passando entre os discos e insistindo em me empurrar um disco da Cilene que chamava Loba Solitária. Mas eu não conseguia parar de examinar o carro. Ele estava completamente destruído por dentro, o painel todo aberto com fios saindo, o banco tinha uma coloração que só confirmava a minha hipótese de que aquele carro foi encontrado no mar.

-Não gosta de forró? Mas já escutou esse? Faço bem barato pra você.

Eu não estava entendendo nada, e acabei perguntando:

-Cara, porque parece que eu estou comprando drogas?

Ele fechou a cara. Fizemos a troca. Saí do carro e ele também. Agradeci e ele deixou o carro lá e entrou em um ônibus. Fiquei ali por alguns minutos tentando entender o que aconteceu. O carro estava aberto e ele simplesmente foi embora. Saí de lá antes que algum peixe reclamasse que eu estava encostado no carro dele.

Escute este disco. Vida longa a Belchior.