Sobre dar Entrevista ao Vivo em Rede Nacional — Uma Página em Branco #10

Dani Lieuthier
Sep 19 · 4 min read

Frio na barriga é pouco. Fiquei com dor de barriga mesmo, durante umas duas semanas, antes de participar do programa Encontro com Fátima Bernardes, em dezembro de 2015.

A produção do programa me convidou para participar, depois de terem assistindo a um episódio do Plug!, da RPC (Globo do Paraná), em que fui entrevistada em minha saudosa casa de chá Caminho do Chá (que hoje é uma fábrica de blends exclusivos). O programa repercutiu super bem e a produção do Encontro chegou em mim.

Primeiro pensei: Não tenho nem roupa pra aparecer na Globo! Rsrs Chamei uma amiga, a Daniella Amorim, que trabalhou comigo em nossos tempos de publicitárias. Ela estava começando a trabalhar como personal stylist na época e trocamos o job de ela “me montar” por eu divulgar os serviços maravilhosos dela (continuo cumprindo! kkk). A Dani queria que eu fosse de salto, mas na hora me imaginei tropeçando e caindo com um bule de chá na mão em rede nacional. Seria um meme eterno. Preferi não.

Look escolhido, provado e aprovado, nos tons primavera intensa, que harmonizam com meu tom de pele e traços do rosto. ❤ Enchi uma mala daquelas de viagem pro exterior com todos os bules que tinha comprado durante minha primeira viagem em que passei 9 meses viajando por 8 países dos mais importantes no mundo do chá, em três continentes. (Depois de lá, fiz mais duas pelo mundo e algumas pelo Brasil, em busca de infusões nativas.)

Levei tudo, tudinho pra Fátima. Levei até bolinhas de bubble tea que, na época, estávamos servindo na casa de chás. Detalhe que as bolinhas eram enroladas à mão pela equipe, e cozidas na hora. A pré-produção do programa me fez cozinhar antes, as bolinhas ficaram duas horas paradas no chá com xarope de fruta. Resultado: elas incharam demais e nem todas passavam pelo canudo. Olha o mico ao vivo! hahahaha

Levei até um blend exclusivo que criei pra Fátima, de chá preto, tangerina, limão rosa (cravo) e gengibre. Tentei entregar o pacotinho com a marca da Caminho do Chá virada pra câmera mas ela virou rapidinho, reparem no detalhe. Rsrs

Levei também a dor de barriga. Foram mesmo duas semanas passando nervoso.

Eu nos bastidores, “pronta” #sqn pra entrar!

Antes do programa começar, me chamaram lá no cenário pra conhecer a Fátima. Acho que deve ter gente que se emociona ao vivo “Ai, meodeos, Fatiminha!”, então, eles já adiantam o mico. Minha mesa com todos os bules e todos os chás já estava pronta. Fila de gente pra todos os lados, ensaio da plateia. Aplausos!

Ok, Dani, volta pros bastidores. Alguém viria me avisar quando fosse pra eu entrar. Eu só conseguia me imaginar tropeçando ao vivo. Que mico! Era muita gente e muito barulho. Eu queria meditar uns minutos pra saber que daria tudo certo. O jeito foi virar pra uma parede, fechar os olhos e meditar assim, de pé, no meio do caos.

Bateram no meu ombro, era hora de entrar. Respira caminhando, caminha respirando, você não vai cair. Cheguei na minha mesa e não caí. Yes! Ela começou a falar comigo, fui falando pausadamente e articuladamente que nem meu ex-marido que era professor me ensinou — é pra dar tempo de pensar enquanto fala.

As bolinhas entupiram no canudo. Que vergonha! Mas o pior — O PIOR — foi eu ter escolhido aleatoriamente um bubble tea de chá preto com leite pra levar pra Roberta Miranda, que estava participando do programa. Ela tem alergia a leite e eu, óbvio, não sabia. Cheguei nela, levei um sustinho e levei o chá pra outro dos convidados… haha

Com a Roberta Miranda. Sorry, Roberta! Não sabia que você tinha alergia a leite!

Outro desafio era que não pode falar o nome da sua marca nos programas da Globo. Mas consegui encaixar em uma frase: “Fiz um CAMINHO DO CHÁ pesquisando. Trabalhei em plantações de chá…”. Deu certo, mas não sei se alguém percebeu essa mensagem subliminar.

Chazinho de presente pra Lorena Comparato (Esses dias descobri que ela é irmã da Michele, da série 3%, do Netflix!)

Todo mundo achou que eu iria ficar rica depois de participar do programa da Fátima Bernardes. Mas continuo aqui trabalhando! Kkkkkk Ainda assim, adorei! Valeu a experiência! É sempre muito bom poder falar sobre aquilo que a gente ama. E é incrível poder levar informação e conhecimento sobre o maravilhoso mundo dos chás pelo Brasil afora!

Só fico desejando que os programas de TV, revistas e jornais façam cada vez mais entrevistas sobre o assunto, pra cada vez mais gente tomar chás e infusões e se beneficiar de toda a cura que isso traz! ❤ E viva os desafios! ❤ ❤ ❤

Fátima, com seus chazinhos da Caminho do Chá e eu, quatro anos mais xóvem.
    Dani Lieuthier

    Written by

    Welcome to a place where words matter. On Medium, smart voices and original ideas take center stage - with no ads in sight. Watch
    Follow all the topics you care about, and we’ll deliver the best stories for you to your homepage and inbox. Explore
    Get unlimited access to the best stories on Medium — and support writers while you’re at it. Just $5/month. Upgrade