quando não há dúvidas nem fracasso

Gol!
A beleza de um gol 
Porque sempre há um time
E a suprema felicidade de comemorar

Não há preocupações
Só voluptentação

Ansiedade como fermento
Cresceu e explodiu na forma de êxtase 
Pode gritar!
Compartilhando estabilizamos ao universo
Pois toda energia pra sempre se cancela

O bandeirinha correu pro meio
O juiz apontou
Mas quem me garante que não vai ter um narradorzinho qualquer a questionar a validade do gol?
Nesse momento, amigo
Me abraçamba

A mística
O vitral
De mandala e cores mil — doces mel
Malefício virtual de um futuro incerto
Explosão e bate coração
A bola entrou e estufou as redes 
Pá pá pá e o gol
Golindo salvador da destruição, yeah!

Show your support

Clapping shows how much you appreciated Danillo Lima’s story.