Alegorias

Em meio a lacunas do tempo, enxergo diferentes formas de ser

Estamos em estado de progressão 
Tudo se desmancha
Ao mesmo tempo em que tudo se devaneia no ar.
Sábias correntes dimensionais que nos influenciam
E quanto mais pensamos que não está aqui
Em nossos sonhos fica claro que está.
Somos na verdade frutos de algo que não compreendemos
E observamos certeza no despertar da consciência.

Se ser ilusório é estar na realidade programada,
Caminhemos para o próximo canto
Onde o tempo é irrisório perante as caladas do acontecer
Que demos as mãos para aquele céu de conhecimento
E lucidez para desvencilhar os espaços rígidos
Sem a falta do que é.

Caça-me de alegorias lineares
E transmita-me a mensagem do real dizer
Diversificações de choques 
Possibilidades de expansão dos mundos ao redor
Ancestrais animalescos
Que liberto seja o poder da transgressão
E por favor, que me explique

Pois meu conceito já não mais faz-se concreto.