Não Planejei, Mas Fui! – O Retorno, mas nem tanto. #Dia5

Chegou o dia de me despedir de Recife, voltar para casa ou quem sabe uma última parada antes?

Preferi dormir até mais “tarde”, do que madrugar para dar um mergulho e tirar uma foto da Praia de Boa Viagem, com sol.

Minha retina e memória já tinham feito esse trabalho, então ok.

Além do que, existem estas recomendações.

Como diria Jaiminho, o carteiro, melhor evitar a fadiga. rs

A atendente da Latam me falou: “Chegue 9h pra não correr o risco de perder o voo.”

Cheguei 8h50 e só vou para area de embarque às 10h. 👍

Dava tempo de nadar com os tubarões.


Rodei o aeroporto inteiro, coloquei 5 reais na cadeira de massagem para passar o tempo e resolvi tomar uma cerveja 9h da manhã, só porque eu podia mesmo. 🍺😎 #MeJulguem

Também aceito patrocínio de cervejarias.

Entro no avião e logo Zzzzz.


Acordo de repente, olho para o lado e o doido da poltrona ao lado está de pé no corredor olhando pro nada.

Olho mais para frente e tem mais três pessoas fazendo o mesmo! 😳


Foi então que tive a certeza que tinha um vírus no voo e estava transformando todos em zumbis. 😳

Logo lembrei dos procedimentos indicados no “Guia de Sobrevivência a Zumbis”. Sim, ele existe e eu li.

Melhor prevenir do que remediar, vai que…


Depois que fui acordando, percebi que eles queriam ir no banheiro, que estava ocupado.

Mas porque raios não esperam sentados? 🤔

O ataque zumbi seria menos tediante.


Voltei a dormir. Zzzzz

Impressionante como eu durmo fácil em meios de transporte.

Mesmo nessa poltrona, mais apertada que coração de mãe quando o filho viaja sem saber para onde. 😏


De volta à terra da garoa!


Tenho mais um dia e meio de folga. Porque não esticar mais um pouco esse passeio?


Partiu Santos!


Posso rodar o mundo inteiro, o universo e seu infinito, mas esse sempre será o meu lugar!

Santos sempre Santos + Família

Conclusão

La belle de Jour deveria ser o hino de Recife.

Ouvi em todas as versões e instrumentos possíveis. #Gostei


O povo mais acolhedor que você respeita reside no nordeste, sem dúvidas!

Todo mundo disposto a ajudar, parecem felizes de você ter escolhido visitar eles e querer conhecer um pouquinho da história que eles tem para contar.


E quantas histórias!

Aprendi muito conversando com todos.

Vantagens de esquecer um pouco os mapas, dicas virtuais e ser “obrigado” a perguntar e conversar para entender os lugares.


Viajar sozinho e sem “planejamento” é bom sim.

Não tenham preconceito ou medo.

Claro que não é sempre que tenho vontade, mas recomendo pelo menos uma tentativa.

Se não aguentam a própria companhia, quem vai?😉


Em nenhum momento tive a intenção de escrever uma série sobre a viagem.

Mas como saiu o primeiro texto e vocês incentivaram, foi saindo. Muito obrigado!

Escrever me fez ter um olhar diferente para o em torno.

Existia o que eu estava vendo e também como eu poderia passar o que estava sentindo. Juro que tentei. Rs


Quem sabe não surge mais um texto, além do primeiro dia (que colocarei aqui).
“As histórias não divulgadas”. Rs

Extra:Fotos

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.