Influenciadores — o produtor e o vendedor

Na última semana fui consultado por uma marca de beleza para contratar duas influenciadoras para uma ação no Instagram. Nada incomum: post sobre novo produto, usar hashtag e citar marca.

A primeira topou na hora, valor interessante em época de vacas magras, nem perguntou o que precisaria postar, só o valor e data do pagamento.

A segunda perguntou qual a marca e disse logo que não toparia. Eu tentei argumentar, dizendo que era importante pelo lado financeiro e que a marca tinha total afinidade com os seguidores dela, mas não rolou. Ela bateu o pé e disse que não postaria aquela marca.

Muitos que trabalham com redes sociais sabem do que estou falando, não existe um padrão para comercializar posts, muitas vezes o influenciador posta sem saber do que se trata o produto, outras tantas, se nega por não gostar do produto.

Com esses dois extremos, da influenciadora que aceita tudo e da que não posta o que não gosta, penso que o melhor é relembrar dos primórdios da compra de mídia.

As revistas e jornais, que estão a muito tempo nesse mundo comercial, vendem espaço com muito mais profissionalismo. Quando uma marca quer comprar espaço em mídias tradicionais, o que o comercial avalia é: valor, reputação da marca e proximidade com público alvo. E para isso existe o departamento comercial, não o diretor de redação.

Seria muito mais fácil, se os influenciadores se vissem como um produtor de conteúdo (diretores de redação), deixando a parte de vendas para um terceiro, ou então, fazendo isso com independência. As perguntas que devem ser feitas são as mesmas para o comercial de uma mídia tradicional. Pouco importa se você usa ou não, a questão é se aquela divulgação importa para os seguidores. E não se pode aceitar todos jobs sem questionamento, nem sempre as marcas estudam os seguidores, o que como já se viu, cria vários #fails nas ações.

Like what you read? Give Danilo Strano a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.