Bate boca Digital

Esse é uma coisa que a gente se cuida para evitar que ocorra, mas nem sempre somos capazes de evitar, muitas vezes temos enraizado dentro de nós coisas de várias décadas e não nos damos nem conta. Mas ainda bem que cada vez estamos mais conscientes e trabalhando melhor nossas mentes e ações.

Um amigo comentava sobre como as mulheres estavam vestidas que davam motivo para serem assediadas. A tradicional culpabilização da vítima, invertendo os fatos da situação. Até então esse amigo tinha sido de boa, nunca tinha ouvido/lido nada parecido dele.

Seja aquele outr@ amig@ que resolve falar das gordas, como se fossem pessoas desprezíveis, que na real todos querem só as gostosas magrinhas (nada contra), mas ainda bem que existe gosto pra tod@s. Rola um filtro natural, que quem chega é só quem tem certeza de si, fraco nem tem coragem de chegar, porque o que os amigos vão dizer.

Outra visão estranha que algumas pessoas ainda tem é se você tem amigos de diversas opções sexuais, já ouvi coisas tipo as tuas "amigas aquelas", tirando o seu próprio corpo para não ser amig@ daquelas como se fosse algo ruim.

E ter amigos de diversas raças, aquele papo tentando menosprezar a pessoa pela cor da pele, e porque você é amigo você passa a ter o mesmo valor da pessoa, ou grupo de pessoas com quem você está se relacionando.

Outro ponto que tem me chamado atenção são pessoas que agora tem preconceito com jovens, se achando que só por ter mais idade ela seja um escudo para merdas que são atiradas. Independente da idade todos precisam se respeitar, idade por si só, não representa o carácter de alguém.

Dialogar e colocar outros pontos de vista, debater de maneira mais ampla, dessa forma podemos mostrar e fazer mais gente refletir e tomar uma atitude correta daqui para frente.

Se afastar do amigo, não vai converter ninguém para um mundo melhor, procuremos alertar para pontos de vistas mais amplos, que tem visões de ambos os lados da moeda, evitar sermos parciais. Tem casos mais extremos que exigem afastamento, mas deixemos isso como exceção, senão afinal, não teremos mais amigos, nem sempre concordaremos com tudo.

Retrucar pensamentos desse tipo nas redes sociais, é algo que pegou. Quem fez o post inicial dificilmente aceita a opinião de outras pessoas que apontam divergências e começa a rolar o bate-boca digital. A intolerância de idéias ainda é um caso forte, o apego a ideia, a mostrar convicção.

Nessa vida tenho algumas convicções, e uma dessas é que sempre posso mudar e aprender. Evolução constante, rumo a viver com mais liberdade.