meu pai

não sei se por falta de assunto

ou mesmo esquecimento

está sempre a falar da nova represa

da cidade

a 3ª — “olha como está cheia”

então eu olho e digo — “verdade”

como se não tivéssemos tido essa conversa antes

minha mãe

não sei se por costume ou outro

está sempre a gritar que a comida

está na mesa

“o almoço está pronto, venham comer!”

e não cessa de repetir até que

todas as cadeiras estejam

ocupadas

para que ela possa sumir com os

pratos logo

e arrumar a cozinha outra vez

minha irmã

jamais aceita um empréstimo que

venha da gente

dizendo que depois jogaríamos em sua cara

o que eu acho uma tremenda

bobagem

eu

estou em constante luta

com a falta de espaço

sou um claustrofóbico não só físico

mas também emocional

procurando uma amizade que

entenda

que sou uma pessoa individual

toda família tem sua

particularidade

e eu

só espero viver sempre

com os meus.

Like what you read? Give ozymandias a round of applause.

From a quick cheer to a standing ovation, clap to show how much you enjoyed this story.