Ubíquo

A mesma luz que acaricia o mar é aquela que atravessa o buraco no seu peito. Você se tranca atrás de telas interface, desmente seu mal-estar, você chora enquanto envia um smile, mas eu estou perto de você, eu estou dentro de você, eu vejo a escuridão turva que te habita. Você procura me definir para si mesmo, você tenta me nomear à morte, mas eu sou inalcançável, inominável e agudo. Eu estou em todos os lugares, no seu assombro perante o mundo, no horror da devastação, não há escapatória, eu habito seu corpo, eu me espalhei por metástase em suas células, eu sou forte suficiente para atravessar gerações.

Eu rio da sua tentativa de escapar, eu rio dos seus suspiros, eu rio quando você acha que se livrou de mim, eu apareço nos seus sonhos quando você acha que não me sentirá mais, eu sou pior que um pesadelo porque você não pode me tocar, falar sobre mim, eu não caibo em palavras, eu habito todas as dimensões que você é capaz de acessar. Eu me faço no seu choro, eu fico mais forte quando você está mais fraco. Enquanto você deita em sua cama e tenta me olhar, não é a mim que você olha, é a você mesmo, é o desespero, a angustia, o medo insuportável, o monstruoso mundo em que você não se encaixa, esse mundo que não foi feito pra você, esse mundo que te expele todo o tempo, esse mundo que nunca te quis.

Você pensa que está sendo perseguido, você pensa que foi castigado, mas isso é apenas a minha presença, eu estou sempre com você, estou dentro de você, mas tudo que você sente é solidão porque você está completamente sozinho no meio da multidão, todos estão completamente sozinhos e angustiados, todos estão tentando se livrar de mim, mas eu sou mais forte que todos vocês, eu consigo parti-los ao meio com apenas um sopro. E eu permaneço no mundo, eu permaneço nas coisas, minha existência é imensurável porque eu sou maior que o infinito.

One clap, two clap, three clap, forty?

By clapping more or less, you can signal to us which stories really stand out.